1º Cerco de Jericó em Afonso Cláudio

17 março, 2022

A Paróquia São Sebastião do Alto Guandu, em Afonso Cláudio, área pastoral Serrana, realiza seu 1º Cerco de Jericó neste mês de março. A programação será entre os dias 21 e 27.  O evento terá como tema “Pela força da oração derrubaremos as muralhas e alcançaremos a Vitória!” As missas acontecerão todos os dias às 19h30 na Igreja São Sebastião- Matriz, no centro da cidade.

 

Sobre a História do cerco de Jericó

A devoção do Cerco de Jericó tem origem na Igreja Católica, com o fundamento bíblico no livro de Josué (cap. 6), no qual o líder religioso do povo de Israel conquista a cidade de Jericó, após realizar tudo conforme o que o Senhor lhe ordenara: “dai volta à cidade, vós todos, homens de guerra; contornai toda a cidade uma vez. Assim farás durante seis dias (…) No sétimo dia, dareis sete vezes volta à cidade (…) Quando o som da trombeta for mais forte e ouvirdes a sua voz, todo o povo soltará um grande clamor e a muralha da cidade desabará” (v. 3-5).

Apesar deste fato está contido no Antigo Testamento, foi em 1979 que a Igreja começou a recorrer a Deus desta forma: quando o Papa João Paulo II estava proibido de ir à Polônia, sua terra natal, devido aos “muros do comunismo”, um grupo de católicos pôs-se em oração, com o Santíssimo Sacramento e com o Santo Rosário, durante sete dias e sete noites (inspirados nesta passagem bíblica e num pedido feito por Nossa Senhora em uma mensagem proferida nessa ocasião), e conquistaram de Deus este favor, e o Santo Padre pôde então realizar a primeira peregrinação à sua terra.

Em outra mensagem, Nossa Senhora ordenou que fosse realizado o Cerco de Jericó todas as vezes que o Papa João Paulo II tivesse de sair em viagens apostólicas, difundindo assim esta devoção.

Josué 6,1-16.20:

“Jericó, cidade murada, tinha se fechado diante dos israelitas, e ninguém saía dela nem podia entrar. O Senhor disse a Josué: Vê, entreguei-te Jericó, seu rei e seus valentes guerreiros. Dai volta à cidade, vós todos, homens de guerra; contornai toda a cidade uma vez. Assim farás durante seis dias.Sete sacerdotes, tocando sete trombetas, irão adiante da arca. No sétimo dia dareis sete vezes volta à cidade, tocando os sacerdotes a trombeta. Quando o som da trombeta for mais forte e ouvirdes a sua voz, todo o povo soltará um grande clamor e a muralha da cidade desabará. Então o povo tomará (de assalto) a cidade, cada um no lugar que lhe ficar defronte. Josué, filho de Nun, convocou os sacerdotes e disse-lhes: Levai a arca da aliança, e sete sacerdotes estejam diante dela tocando as trombetas.E disse em seguida ao povo: Avante! Dai volta à cidade, marchando os guerreiros diante da arca do Senhor…”

É preciso usar as ferramentas, as armas necessárias para vencer.

Oração

“São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe, Deus, instantemente o pedimos! E vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.”

E você? Quais são as muralhas que precisam ser derrubadas na sua vida? Participe deste Cerco de Jericó e contemple a ação poderosa do Senhor, com o firme propósito de permanecer com Ele para sempre!

Abertura dia 21 – Padre Diego Carvalho (Foto 1)
Dia 22 – Padre Robson Lemos (Foto 2)
Da 23 – Padre Rafael Martins do Nascimento (Foto 3)

Dia 24-Padre Kremerson Giestas Dias (Foto 1)
Dia 25-Padre Zaelton Costa do Nascimento (Foto 2)
Dia 26-Padre Edmilson Boechat de Castro (Foto 3)

Dia 27 – Encerramento com Padre Rodrigo Chagas e Comunidade Água Viva (Foto 1)

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 5 outubro
sábado 8 outubro
domingo 9 outubro
segunda-feira 10 outubro
Nenhum evento encontrado!

Facebook