História de amor começou no CEN

2 junho, 2021

Por ocasião do décimo terceiro Congresso Eucarístico Nacional, realizado em Vitória/ES de 07 à 14 de julho de 1996 vários peregrinos se encontraram na capital capixaba a fim de participar do evento que reuniu gente de dentro e de fora do estado. Os meses que antecederam o encontro foram intensos e de muita preparação para receber todas aquelas pessoas, por isso muitos voluntários se colocaram disponíveis para servir em diversas áreas da organização.

Entre essas pessoas estavam Luciano Brambila e Sonia Peroni Brambila, ambos eram da paróquia Santa Terezinha, de Paul/Vila Velha, mas não se conheciam, ela participava da comunidade São Pedro e ele da comunidade Nossa Senhora de Fátima.

Os dois, juntamente com outros membros da paróquia deles e da paróquia Santa Maria Gorete, de Jardim América/Cariacica, foram convidados a integrar um grupo de pessoas que tinha a missão de preparar e apresentar uma peça de teatro. A apresentação da peça foi na segunda-feira, dia dedicado ao tema da penitência naquele Congresso. Os dois jovens aceitaram o desafio e embarcaram na história.

Chegou o dia da definição dos papéis e, coincidentemente, os dois sentaram-se um ao lado do outro, mal sabendo que o futuro que se aproximava trazia não só a peça teatral, mas uma longa e duradoura história de amor.
Naquele dia, ao ser perguntado por ela sobre que papel ele escolheria a resposta foi: “já tenho papel”. Ela pensou: “Que cara é esse que já tem um papel?”, mesmo achando esquisita a resposta dele, ela permaneceu na dela e os dias foram passando.

Ao longo dos ensaios eles foram se aproximando, conversando e se conhecendo melhor, daí começava a aparecer um outro sentimento, aquele que toca o coração e faz com que a presença agradável da pessoa que está ao lado seja ainda mais prazerosa. Porém, mesmo com essa emoção nova que surgia entre os dois, preferiram não comentar um com o outro e cumpriram todo o período dos ensaios até a apresentação final. Ele encenando um profeta e ela uma índia.
Passado o Congresso Eucarístico, houve uma confraternização entre as pessoas que participaram da peça. Naquele dia Luciano estava decidido a começar uma nova etapa da vida ao lado de Sonia, porém… faltava falar com ela.
Já a Sonia… bem, esta não esperava que o rapaz a chamasse para conversar sobre os dois e quando isso aconteceu ela acreditou que seria para tomar “um fora”. Mal sabia ela que ele estava disposto a firmar um relacionamento sério.

A vida deles foi tão marcada por essa história que, depois de namorarem seis anos e onze meses, eles se casaram ao som da música que embalou a peça em que eles se conheceram, bem como durante a cerimônia de casamento eles receberam a Sagrada Eucaristia enquanto entoava-se o hino oficial do Congresso Eucarístico Nacional.


Sonia e Luciano estão casados a dezoito anos e têm três filhos: Filipe, Bernardo e Lorenza.
Como dizem os amigos deles, essa é “a história da índia que se apaixonou pelo profeta”.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quinta-feira 24 junho
sábado 26 junho
domingo 27 junho
segunda-feira 28 junho
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por