Padre Anderson recupera Instagram

19 maio, 2021

Foi recuperada hoje (19) a conta do Instagram do padre Anderson Gomes que havia sido hackeada desde a manhã do último sábado (15), dia que ele começou a sofrer chantagens do criminoso. O sacerdote da Arquidiocese de Vitória contava com quase 47 mil seguidores somente nesta rede e possui um grande alcance nesta e em todos as suas redes sociais, usando estes espaços para evangelizar e atender fiéis do Brasil e do mundo, extrapolando o território da Igreja particular de Vitória.

Com o hackeamento o padre deixou de transmitir pela sua conta a novena do Espírito Santo, que está acontecendo, e migrou para o perfil da paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Praia da Costa, onde é pároco. Padre Anderson conta que com a pandemia usava o seu Instagram todos os dias para transmitir as missas e publicar outros conteúdos. Além, de interagir e responder os fiéis.

“Eu utilizo meu Instagram para levar a palavra de Deus e isso acontece por meio das transmissões, lives de bate-papo com outras pessoas me posicionando em nome da Igreja Católica, posts do meu programa Papo de Padre e também publicações dos meus trabalhos com a música. Na minha conta também estava sendo disponibilizada diariamente mensagens como ‘pílulas do evangelho” de 30 segundos e a interação no inbox sempre foi muito grande. As pessoas procuram um aconselhamento, uma palavra”, destaca o presbítero.

Hackeamento

Sobre como teve sua conta invadida, padre Anderson explica que pela manhã recebeu por inbox, no direct, uma mensagem em inglês e simplesmente aceitou sem clicar em nenhum link, sendo que essa é apenas uma das possibilidades da entrada de um hacker. Além disso, existe uma possibilidade de ser um vírus que facilitou essa situação, pois ele tem uma agência que o ajuda a administrar a conta.

Ao traduzir a mensagem, percebendo que poderia ser fake, ele logo mandou para a agência: “e em um espaço de tempo de 2 minutos quando volto para o meu Instagram ele já estava bloqueado e eu não conseguia entrar. Ao mesmo tempo no meu WhatsApp chegou uma mensagem de um número do exterior com a foto do meu Instagram aberto, dizendo que estava com minha conta e pedindo $750 dólares para eu tê-lo de volta”.

Com isso o sacerdote e sua equipe adotaram a estratégia de não responder ou interagir e começaram a conversar sobre a possibilidade de retomar a conta. Um dos problemas encontrados é que o perfil do Instagram não estava registrado com a autenticação em dois fatores e esta foi a brecha que o hacker encontrou para fazer a invasão: colocando o segundo fator na conta.

A partir da invasão o criminoso começou a ameaçar se em 24h não fosse pago o valor pedido, ele começaria a apagar todo o feed e sem ter nenhuma resposta foi o que começou a fazer. No domingo (16) o hackeador começou a apagar 10 anos de história. O hacker também estava respondendo as pessoas que interagiam nos stories, que já estavam no ar, dizendo que a conta havia sido roubada e que se o dono não pagasse o dinheiro pedido ela seria apagada ou vendida.

“E nós passamos o final de semana inteiro, com a equipe tentando averiguar e ver formas de cancelar a ação do hacker só que era final de semana e os hackers fazem isso justamente porque o suporte do Instagram diminui praticamente a zero no sábado e domingo, e eles ameaçam muito no final de semana para que a pessoa fique sensibilizada e pague o valor pedido. Ficamos resistentes porque não tinha segurança nenhuma que se eu pagasse eu teria de volta a minha conta”, revela o sacerdote.

Na segunda-feira padre Anderson conta que entraram em contato com o Instagram e fizeram um boletim de ocorrência, todos os procedimentos necessários para começar o processo de retomada: “o boletim de ocorrência é necessário para que haja um respaldo junto ao Instagram para dizer que a conta é minha, porque a polícia não vai entrar em busca nesse sentido. Mandamos toda a documentação e precisamos ver pessoas que pudessem acessar mais rapidamente. Não é fácil”.

Com o processo em andamento, hoje (19), como uma grata surpresa, cinco dias depois de a conta ser hackeada ela foi devolvida ao padre Anderson: “agora retomando a conta eu percebi que quase todos os meus posts foram arquivados, somente os últimos posts do final do ano passado até os dias atuais que ele apagou de vez. Mas graças a Deus está tudo tranquilo e fica o alerta para que além do WhatsApp, as pessoas também utilizem os 2 fatores do Instagram”.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 22 setembro
quinta-feira 23 setembro
sábado 25 setembro
domingo 26 setembro
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por