Turíbulo

“E outro Anjo se colocou perto do altar: tinha nas mãos um turíbulo de ouro. Ele recebeu uma grande quantidade de incenso para ser oferecido, juntamente com as orações de todos os santos”. (Ap. 8,3)

Turíbulo ou incensário é o objeto litúrgico onde se queima incenso em Missas Solenes ou Exposição do Santíssimo. Um dos presentes oferecidos ao menino Jesus, o incenso é uma resina de origem oriental, extraída de árvore e que, ao contato com o fogo, produz fumaça branca e perfumada. Desde os tempos antigos é ofertado como símbolo de honra e reverência à divindade.

Conhecida na antiguidade judaica e greco-romana, a prática de queimar incenso foi adotada pela Igreja já nos primeiros séculos, segundo documentos históricos. Os primeiros incensários tiveram a forma de uma tampa perfurada e, a partir do séc. X, de globo manejado por três ou quatro correntes, tornando-se artísticos ao longo dos anos. É famoso o grande incensário da Catedral de Santiago de Compostela.

Semelhante a uma “esfera cortada ao meio”, o turíbulo traz a parte inferior ou base, onde se colocam o carvão incandescente e as pedras de incenso, suspensa por três correntes de metal presas à cápsula. Da parte superior ou opérculo, perfurada, sai o fumo do incenso.

O celebrante, o turiferário com o turíbulo e o naveteiro com a naveta – objeto litúrgico que guarda as pedras de incenso – preparam o momento da incensação. Os dois movimentos, ducto – de levar o opérculo à altura dos olhos e, hicto – de oscilar o turíbulo em direção do que ou quem será incensado, compõem o momento e são definidos pelo rito.

O rito da incensação exprime reverência e oração, como nos atesta o Salmo 140, 2: “Suba a minha prece como incenso à tua presença, minhas mãos erguidas como oferta vespertina! ”

Que estes momentos litúrgicos nos ajudem a celebrar melhor os mistérios de nossa fé e a fazer da nossa vida um suave perfume que chegue a Deus e aos irmãos.

Raquel Tonini, membro da Comissão de Arte Sacra da Arquidiocese de Vitória
e Grupo de Reflexão do Setor Espaço Celebrativo da Comissão Litúrgica da CNBB

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
segunda-feira 5 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Segundo Dia Oitavário
terça-feira 6 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Terceiro Dia Oitavário
quarta-feira 7 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Quarto Dia Oitavário
quinta-feira 8 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Quinto Dia Oitavário
sexta-feira 9 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Sexto Dia Oitavário
sábado 10 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Sétimo Dia Oitavário
domingo 11 abril
4:00 pm - 6:00 pm Missa Oitavo Dia Oitavário
Nenhum evento encontrado!