Turismo Religioso: Serra/Fundão

13 janeiro, 2021

Com a pandemia do novo coronavírus, surgiram muitas dificuldades para fazer um passeio e ‘turistar’. A Área Pastoral Serra / Fundão possui Igrejas históricas com muita História para serem descobertas. Nesse verão onde estamos vivendo a realidade do afastamento social vale a pena conferir algumas dicas para um bom turismo religioso em nossa Arquidiocese

Igreja do Reis Magos – Nova Almeida – Serra – ES

A primeira capela foi erguida pelo Padre Braz Lourenço, junto aos índios Tupiniquins locais, sendo inaugurada no dia 06 de janeiro de 1557. A inauguração da nova igreja foi realizada no dia 06 de janeiro de 1580.

Foi tombada como patrimônio histórico cultural, em 21 de setembro de 1943, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Passou por várias restaurações, sendo a última a realizada em 2001 e finalizada em 2003. Sendo também um dos principais projetos arquitetônicos jesuítas no País.

Na Igreja encontra-se o altar que  foi construído em 1701 que é um retábulo entalhado em madeira Louro Canela e ao centro a primeira tela em óleo sobre madeira, o quadro “Adoração dos Reis Magos”, de 1598, pintada no Brasil pelo frei Belchior Paulo. 

Horário de visitação: 8h às 17 horas 

Telefone: (27) 3253-1171

E-mail: [email protected]

Endereço: Tv. Reis Magos II – Nova Almeida / Serra – ES

29.182-528

Horário de missa: todas as sexta às 19h30 e aos domingos às 19h30

Queimados

Localizado aproximadamente 25 quilômetros de Vitória – ES, o sítio histórico do Queimado foi palco do principal movimento contra a escravidão no Espírito Santo e um dos mais importantes de todo o Brasil.

O Sítio Histórico de Queimado é um museu a céu aberto, onde as pessoas possam conhecer a história da luta e do sofrimento de negros escravizados no Estado.

Foi palco da Revolta do Queimado, ocorrida em 1849. O movimento eclodiu depois que negros escravizados não receberem a alforria prometida como compensação pelo trabalho de construção da Igreja de São José do Queimado. A insurreição de escravos foi liderada pelos heróis Chico Prego, João da Viúva e Elisiário, em 1849, o local foi tombado pelo Conselho Estadual de Cultura em 1993. 

Recentemente a ruína de São José de Queimado recebeu do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional “mensão honrosa” no importante premio nacional Rodrigo Melo Francisco Andrade, pela preservação e resgate da história do povo negro.

As ruínas passaram por uma restauração, que foi acompanhada pelo Iphan,  para melhorar o acesso dos capixabas e turistas. Foi reinaugurado no dia 17 de agosto de 2020, Dia Nacional do Patrimônio Cultural. O local é um ponto de visitação inclusivo, pois é adaptado de acordo com as normas de acessibilidade.

Endereço: Ruínas da Igreja de São José do Queimado, Serra – ES

Horário de visitação: Por ser a céu aberto, o sítio histórico não tem horário de fechamento, portanto é possível visitá-lo 24h por dia.

Santuário Nossa Senhora do Rosário de Fátima / Serra – ES

Um jovem português, com idade de aproximadamente 26 anos, cujo nome era Henrique Mendonça Martins Rato, migrou para o Brasil e trouxe consigo uma grande fé católica e uma arraigada devoção a Nossa Senhora de Fátima. Comprou a Fazenda “Pau Brasil” no Planalto de Carapina em 1950. Resolveu lotear as terras como um Bairro. O nome escolhido para o Bairro foi “De Fátima”, onde manifesta o seu amor a Jesus e a sua Mãe, Maria. No local havia sido reservado um espaço para a construção da Igreja.

O então Bispo de Vitória – ES, Dom José Joaquim Gonçalves, apoiou plenamente o projeto do Santuário e no dia 17 de abril de 1953 Dom José benzeu solenemente a pedra fundamental do Santuário.

As paredes foram erguidas em até 1,5 m e então durante mais de vinte anos não se pôde mais ir adiante, por conta de oposições e dificuldades. Mesmo assim um grupo de pessoas, rezava o terço e fazia celebrações numa pequena “cabana”, suplicando a Maria que não deixasse morrer aquela obra.

50 anos depois do início, em 2003, D. Silvestre Luiz Scandian, Arcebispo de Vitória, reiniciou a Construção. Praticamente refundou o Santuário, refez seu projeto material e espiritual e levou ao término. Dom Luiz Mancilha Vilela, Arcebispo de Vitória a partir de 2004, confirmou o apoio ao Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

A imagem de Nossa Senhora de Fátima venerada no Santuário foi esculpida em Jacarandá maciço nas Obras pavonianas em Santo Antônio pelo artista Italiano Carlo Creppes.

Endereço: Rua Maria Delunardo s/n – Bairro de Fátima – 29.160-771– Serra – ES

Telefone: (27) 3347-1534

Horário de visitação: 8h às 12h e 13h às 17h.

 

Horário de missa no Santuário: Todas as quintas às 19h30, sábado às 18 horas e domingo – 8h, 10h30 e 19h30

Protocolos de saúde

As visitas precisam seguir todos os protocolos recomendados pela OMS:

  • Uso de máscara o tempo todo;

  • Distanciamento de, pelo menos 1,5m, em relação aos colaboradores e aos turistas;

  • Pessoas com sintomas gripais ou contato com pacientes suspeitos ou confirmados com a Covid-19 não devem fazer a visitação;

  • Levar seu próprio recipiente de água;



  • Dispor de álcool em gel para higienização.

 

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quinta-feira 24 junho
sábado 26 junho
domingo 27 junho
segunda-feira 28 junho
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por