1º dia do Oitavário

17 abril, 2022

Fotos: Renann Siqueira e Rayssa Rocha

Com o tema “Saúde para Todos” começou neste domingo de Páscoa (17) a Festa da Penha 2022, que chegou a sua 452ª edição e marca este ano o retorno das celebrações presenciais na mais tradicional festa religiosa do Espírito Santo – após o início da Pandemia causada pela Covid-19. Este primeiro dia do oitavário foi motivado pela Área Pastoral de Vila Velha e o guardião do Convento da Penha, Frei Djalmo Fuck, conduziu o devocional. A missa foi presidida pelo Vigário Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, Frei Gustavo Medella, no Campinho do Convento, que estava lotado.

Transmissão Youtube

Este é um momento de muita expectativa e alegria, pois a Festa da Penha que é a festa do encontro e do abraço, neste ano voltando com as romarias e atividades presenciais está marcando um recomeço. Diáconos, padres e seminaristas da Área Pastoral também compuseram o altar. Ao final do oitavário duas crianças levaram flores a Nossa Senhora representando o desejo de todos os fiéis: estar perto, prestando homenagens à Senhora das Alegrias.

A Liturgia da Missa foi dividida por paróquias: um membro da Paróquia Santíssima Trindade fez a 1ª leitura (At 10, 34a. 37-43), a paróquia Nossa Senhora da Glória ficou responsável pelo Salmo (117) e uma fiel da Paróquia Frei Galvão fez a 2ª Leitura (Cl 3, 1-4). O evangelho proclamado foi o de São Lucas (24,13-35). Logo no início da homilia frei Gustavo afirmou que dentre as muitas tarefas importantes que teve nesta tarde estava a de transmitir a cada um a saudação e o abraço do Ministro Provincial Frei Paulo Roberto Pereira que por 6 anos foi guardião do Convento da Penha e por conta de compromissos da agenda não pode estar aqui.

Fotos: Renann Siqueira e Rayssa Rocha

Logo após o franciscano leu alguns versos da canção “Laços”, gravada por Nando Reis e Ana Vilela, que segundo ele sintetiza o espírito Pascal que tem conduzido todos até aqui, especialmente dos dois últimos anos para cá: “Com todas as circunstâncias duras e difíceis que temos vivido e experimentado não temo em dizer que a Semana Santa em 2022 traz consigo um sabor profundamente pascal, a possibilidade de celebrarmos juntos em nossas comunidades a alegria do reencontro e da proximidade. O fato de podermos ver esse Campinho novamente repleto de pessoas, mas também de Fé e devoção à mãe do Senhor, representa o verdadeiro bálsamo remédio que cura as feridas e amarguras do nosso coração”.

Novidade deste ano: a Festa tem tradução em libras

Em sua reflexão Frei Gustavo afirmou que a Ressurreição de Jesus celebrada hoje é cura e saúde, saúde para todos conforme propõe o tema do dia no oitavário e que a saúde integral é direito universal e imprescindível que pode ser fundamentada também pela Fé em Jesus Cristo Ressuscitado: “É justamente por isso que não precisamos ter medo de declarar para quem quiser ouvir que o Sistema Único de Saúde do Brasil (SUS) em sua proposta e concepção é profundamente pascal e cristão, pois tem como meta levar saúde e cuidado para todos sem nenhuma espécie de distinção. Se na prática ele não funciona como deveria, não devemos menosprezar o sistema, mas trabalhar para que suas operações sejam sempre mais aprimoradas e cheguem onde devem chegar”.

Fotos: Renann Siqueira e Rayssa Rocha

O frei destacou que a Igreja Católica como uma mãe pede, clama, mas também se coloca à disposição para que tenhamos um Sistema de Saúde Universal público, gratuito e de qualidade. Ele também fez um apelo para que as pessoas não caiam no comodismo e entendam o controle da pandemia como um ponto de chegada, pois o trabalho de reconstrução está apenas começando e que as pessoas completem seu esquema vacinal contra a covid-19. Ele também anunciou que durante a Festa da Penha um posto de vacinação estará disponível para toda a população.

Atualmente entre os obstáculos a serem vencidos em nossa sociedade, frei Gustavo citou a guerra, a violência, a fome, o desemprego, a exclusão e a avalanche de mentira e de ódio que dia após dia invade as redes sociais e finalizou: “A Festa da Penha está começando e com certeza já é uma edição histórica. A mãe das Alegrias certamente se alegra com as belas e sinceras homenagens que a ela serão dirigidas nos próximos dias. Mais ainda ela ficará se cada demonstração que fizermos de carinho e devoção nos transformarem em pessoas melhores, capazes de dar o seu melhor a fim de vivermos em um mundo melhor”.

No momento do ofertório três mulheres levaram até o altar uma cesta contendo ervas que são produzidas pela Pastoral da Saúde para os tratamentos que são oferecidos, além de um estandarte da mesma pastoral. Ao final da missa foi realizado um momento de consagração à Nossa Senhora da Penha. Amanhã, segunda-feira (18), o tema que vai reger o 2º dia do oitavário é “Saúde do Corpo”.  Às 7h, 9h, 11h, serão realizadas missas presenciais no Campinho; às 14h tem a transmissão do Programa Salve Mãe das Alegrias; às 15h30 começa o oitavário e logo após às 16h, a celebração eucarística motivada pela Área pastoral Serrana. Amanhã também começa a programação noturna, às 19h30, com a tradicional Bênção para os casais e show musical com Padre Renato Criste e Comunidade Água Viva.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

sábado 28 maio
terça-feira 31 maio
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por