205ª FESTA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

9 junho, 2022

Festa do Divino como é carinhosamente chamada é realizada em Viana/ES desde o ano de 1817 e celebra a Vinda do Espírito Santo sobre a Santíssima Virgem Maria e os Apóstolos prometida por Jesus enquanto fazia a despedida ao Apóstolos durante a Santa Ceia, conforme está descrito no Evangelho narrado por São João e logo confirmada na Solenidade de Pentecostes, relatado por São Lucas no início do Livro dos Atos dos Apóstolos.

A TRADIÇÃO SURGIU DAS LÁGRIMAS DE UMA SANTA MONARCA 

Santa Isabel de Aragão

Santa Isabel de Aragão ou Santa Isabel de Portugal foi uma dama de fé e coragem.

Como nos conta o Padre José Luís de Zayas, EP Isabel foi Esposa de Dom Dinis I e mãe de Dom Afonso IV que entre si quase travaram a Batalha de Alvalade mas a luta entre pai e filho foi impedida pela intervenção da Rainha Santa Isabel.

Dirigindo-se maternalmente a seu filho Dom Afonso, disse-lhe a santa Rainha: “Como te atreves a proceder deste modo? Pesa-te tanto assim a obediência que deves ao teu pai e senhor? Que podes tu esperar do povo no dia em que te caiba governar o reino, se estás a legitimar a traição com este mau exemplo? Enfim… se de nada te servem os meus conselhos e carinho de mãe, teme ao menos a ira de Deus, que justamente castiga os escândalos!”

Profundamente tocados pela cena, os soldados baixaram suas lanças, e no silêncio geral, todos puderam ouvir a sua severa admoestação para a suspensão imediata do combate e para a reconciliação dos contendores. As palavras da Rainha tiveram efeito imediato. O filho aproximou-se do pai, para beijar-lhe a mão. O pai, por sua vez, recuou em seu injusto intento de prejudicar o direito de seu filho legítimo.

Portanto, as orações da Rainha foram plenamente atendidas. Dom Diniz abandonou sua vida desregrada, e finalmente o herdeiro legítimo subiu ao trono, com o nome de Afonso IV.

Em agradecimento a esta graça familiar a Santa Senhora realizou um tocante sacrifício: sair às ruas para recolher esmolas para serem depois distribuídas aos mendigos de Lisboa. Conhecendo as dores que a Rainha havia padecido, todas as pessoas desejavam consolá-la oferecendo-lhe generosamente a esmola que ela estava a recolher.

Era uma pequena procissão caritativa, na qual a pequena pomba e a bandeira vermelha lembravam o Divino Espírito Santo e as línguas de fogo que desceram sobre os Apóstolos no Cenáculo. A Coroa representava o Reino de Portugal.

EM VIANA

Esse santo e devoto fruto de tradição religiosa e cultural portuguesa vem para viana através dos imigrantes das Ilhas dos Açores, um arquipélago colonizado pelo Reino de Portugal, composto por nove ilhas: São Miguel, Santa Maria, Terceira, São Jorge, Pico Faial, Graciosa, Flores e Corvo. Estes imigrantes vieram para Viana (ainda quando se chamava Sertão do Santo Agostinho) por volta do ano de 1812 e 1814.

Mapa dos Açores
INTERRUPÇÃO DA TRADIÇÃO EM 4 ANOS

Por três anos, de 1950 a 1952 por decisão do Padre Venâncio Toller, pároco da época, não foi realizada e também no ano de 2020 não foi possível celebrar o Divino com a grande festa por causa da Pandemia do COVID-19 que infelizmente ceifou inúmeras vidas por todo o mundo.

IMPÉRIO NA FESTA

O Imperador e a Imperatriz são os Festeiros responsáveis por toda a festa, arrecadando brindes, prêmios, doadores e chamando pessoas para ajudar nas barracas e demais necessidades.

São eleitos na Missa Principal (Missa da Solenidade de Pentecostes) da festa anterior, recebem as insígnias do Divino no domingo seguinte (Missa da Solenidade da Santíssima Trindade) onde começam a trabalhar para que o Divino Espírito Santo seja louvado com todas as honras merecidas.

Neste ano o Senhor Eduardo José Dutra Pironi foi o Imperador e a Senhora Carla Cristiani Otoni Fraga foi a Imperatriz.

Eduardo José Dutra Pironi e Carla Cristiani Otoni Fraga
INSÍGNIAS DO DIVINO

BANDEIRA E POMBA

Geralmente confeccionada na cor vermelha, a bandeira simboliza o fogo de Pentecostes aludindo da forma como o Espírito Santo se manifestou na igreja reunida. Um dos símbolos mais importantes nas celebrações e procissões da Festa do Divino é a pomba, ela assume a representação do Divino Espírito Santo sobre a forma de um Mensageiro da palavra de Deus, que possui os sete dons.

A COROA E O CETRO

Representam a realeza lembrando a história de Santa Isabel de Portugal, a Coroa do Espírito Santo encontrada em Viana é feita de prata batida, com seis braços, tendo no arco decorações em relevo e no topo uma pomba de asas abertas acima de uma cruz, sinalizando a ligação entre a fé em Cristo e a fé no Espírito Santo.

Eduardo José Dutra Pironi com a Bandeira e Carla Cristiani Otoni Fraga com a Coroa e o Cetro
PROGRAMAÇÃO DA FESTA DO DIVINO 2022

Este ano a Festa do Divino teve uma solene novena onde se meditou os Sete Dons e os Frutos do Espírito Santo e foi rezado o terço do Divino.

1º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Alessandro Ferreira Moreira, C.Ss.R. e contou com a Participação do setor Santa Mãe de Deus e teve também o hasteamento da Bandeira do Divino no adro da Matriz.

Padre Zaelton e Padre Alessandro, C.Ss.R.             

Imperadores hasteando a Bandeira no Pátio da Mariz

2º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Tárcio Rosa Siqueira e contou com a Participação do setor São Jorge e teve o envio das Bandeiras dos Sete dons às Famílias da Comunidade.

Padre Tárcio                         

Imperador e Famílias com as Bandeiras dos 7 dons                     

3º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Magno Luis Neto da Silva, MSC, contou com a Participação do Seminário dos Missionários do Sagrado Coração e Comunidade São Sebastião Piapitangui e teve o Envio das Capelinhas do Divino.

Padre Zaelton, Padre Magno, MSC e seminaristas do Seminário dos Missionários do Sagrado Coração

Padre Zaelton, Padre Magno MSC, Imperadores e Lucimara Vieira Furtado com a Capelinha do Divino

4º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Ricardo Passamani e contou com a Participação do setor São Benedito.

Padre Zaelton e Padre Ricardo                                       

5º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Cláudio Alves Moreira e contou com a Participação do setor Nossa Senhora das Graças.

Padre Zaelton e Padre Cláudio                  

6º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Daniel Calil Mascalubo e contou com a Participação da Paróquia São Francisco de Assis Porto de Santana – Cariacica e do Diácono permanente Aluísio Xavier filho

Padre Daniel                         

Diácono Aluísio e Padre Daniel                                       

7º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Alexandre Ferreira de Souza e contou com a Participação da Paróquia São José – Guarapari

Padre Alexandre                                                       

8º Dia da Novena
Santa Missa presidida por Padre Rodrigo Costa Silva C.Ss.R. e contou com a Participação do Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora da Penha, após a Missa teve show com a Banda Militar do Espírito Santo e Richard Viana.

Padre Rodrigo C.Ss.R.               

Padre Zaelton e Imperadores                        

Cantor Richard Viana                                                 

9º Dia da Novena
Às 18h30min fez-se solene procissão com a Banda Cívico Militar Divaneta Lessa de Moraes à casa da Imperatriz Sr.ª Carla Fraga.
Santa Missa presidida por Padre Ribamar Divino Vieira de Souza, CP. e contou com a Participação do Seminário Passionista de Jardim América – Cariacica, após a Missa teve show com João Felipe e Rafael.

Imperatriz Sr.ª Carla Fraga e Banda Cívico Militar Divaneta Lessa de Moraes

Padre Zaelton, Padre Ribamar e Imperatriz

Cantor João Felipe                   

Cantor Rafael                                                                      

Solene Dia
Às 5 horas da manhã os sinos da Igreja Matriz anunciaram o início do dia do Divino seguidos de queima de fogos fazendo uma grande alvorada.
Às 9 horas fez-se solene procissão com a Banda Cívico Militar Divaneta Lessa de Moraes à casa do Imperador Sr. Eduardo Pironi.
10 horas houve a Santa Missa Solene com a presença de todos os coroinhas da Paróquia e presidida pelo Arcebispo Emérito de Mariana/MG e ex-presidente da CNBB o Excelentíssimo Reverendíssimo Senhor Dom Geraldo Lyrio Rocha, que ressaltou a importância do Espírito Santo em nossas vidas e fez ainda grande referência e reverência ao Monsenhor Rômulo Neves Balestrero (2º Padre Filho de Viana) seu amigo pessoal.
12 horas teve almoço com show de Rogério Palassi com músicas da MPB.
Ao longo do dia teve leilão, roleta, sorteio da ação entre amigos e encerrou-se a festa com a Banda de Congo de Piapitangui.

Coroinhas da Paróquia conduzindo a Procissão 

Banda Cívico Militar Divaneta Lessa de Moraes

Dom Geraldo Lyrio Rocha              

Equipe de Liturgia da Santa Missa de Pentecostes com o Prefeito de Viana Wanderson Bueno, Primeira Dama Roberta Lins sua filha Betina e Vereadores Joilson Brodel e Edilson Endlich

por Luciano Serafim, PASCOM

Compartilhe:

VÍDEOS

domingo 11 dezembro
segunda-feira 12 dezembro
sexta-feira 16 dezembro
Nenhum evento encontrado!

Facebook