Abrir a porta aos refugiados

22 dezembro, 2021

O apelo do Papa Francisco na audiência de hoje, 22 de dezembro de 2021 foi sobre os migrantes. Leia abaixo a matéria publicada no site Vatican News.
Na audiência geral, o Papa exortou com força, uma vez mais, a uma ação partilhada para aliviar o drama dos migrantes na área do Mediterrâneo. Na Sala Paulo VI, algumas das pessoas recebidas na Itália após a última viagem apostólica a Chipre e Grécia: “Assumiremos a responsabilidade como Igreja nos próximos meses”.

O Papa Francisco reiterou no final da Audiência geral desta quarta-feira a necessidade de um compromisso concreto e geral para enfrentar o fenômeno migratório, especialmente na área do Mar Mediterrâneo, que mais uma vez testemunhou uma nova tragédia no silêncio geral. Em uma semana, mais de 160 refugiados perderam a vida na faixa de mar entre a Líbia e a ilha italiana de Lampedusa. O Pontífice faz um novo e sentido apelo a toda a comunidade internacional.

Ouça e compartilhe

É necessário uma responsabilidade partilhada

“Durante a minha viagem a Chipre e Grécia”, disse o Papa, “pude tocar com a mão, mais uma vez, a humanidade ferida dos refugiados e migrantes. Também constatei como apenas alguns países europeus estão suportando a maioria das consequências do fenômeno migratório na área mediterrânica, quando na realidade exige uma responsabilidade partilhada, da qual nenhum país se pode isentar”.

O Papa recordou então como, “graças à generosa abertura das autoridades italianas”, pôde trazer a Roma um grupo de pessoas que conheceu durante a sua última viagem.

“Hoje, alguns deles estão aqui entre nós. Sejam bem-vindos! Trataremos deles, como Igreja, nos próximos meses. É um pequeno sinal,” salientou, “que espero que sirva de estímulo para outros países europeus, para que permitam às realidades eclesiais locais de se encarregar de outros irmãos e irmãs que precisam urgentemente de serem recolocados”.

Abrir uma porta aos migrantes

Outra necessidade salientada pelo Papa Francisco é, após a acolhida, a da integração dos migrantes.

“Há muitas Igrejas locais, congregações religiosas e organizações católicas”, disse o Santo Padre, “que estão prontas para acolhê-los e a acompanhá-los na direção de uma integração frutuosa. Serve somente abrir uma porta, a porta do coração!”

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quinta-feira 7 julho
sexta-feira 8 julho
domingo 10 julho
terça-feira 12 julho
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por