“Amai-vos uns aos outros”

9 maio, 2021

Lucas Saraiva I “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá sua vida pelos amigos” (Jo 15, 13).

Amor e também a obediência, são elementos apreciados no Evangelho deste sexto Domingo da Páscoa (Jo 15, 9-17). Há uma relação de amor de Deus para com Cristo, e tal relação também é extensiva aos demais, seus filhos. A obediência não se traduz nos receios de ira do Pai, mas sim no desejo de corresponder a um amor gratuito e intenso que não resulta em outra consequência que não essa: entregar-se por completo a esse sentimento.

Contudo, permanecer no amor de Deus não é fácil, e voltar-se a Ele de todo o coração é um caminho custoso, que demanda insistência daqueles que pretendem permanecer no caminho. Por isso é que Jesus ensina como devemos proceder para “guardar os mandamentos”.

Tal leitura é uma passagem na qual Jesus também eleva a relação de Mestre para com seus seguidores, de servo (cumpridor de ordens) a amigo; pois neste há vontade de querer fazer, e a amizade traz intimidade, conhecimento recíproco, do saber que faz bem. Deus nos escolheu para tal amizade, o que nos impele a uma vivência plena, e a pedir, na oração, não somente em benefício de atender nossas vontades, exigências e planos, mas numa comunhão que garante alcançar o que, nos limites de nossas necessidades, nos leva ao Céu.

O mandamento de amor não é reduzido a uma norma religiosa, forma de vida e identificação com um seguimento, mas sim a uma vivência plena de amor fraterno onde a humanidade é edificada. Em sua morte, Cristo crucificado mostra esse amor que é lido por nós no Evangelho: amor querido pelo Pai e oferecido a toda a humanidade e sem distinção a judeus, gregos e pagãos, que também haveriam de receber o Espirito Santo (At 10, 45). Um sacrifício como esse é resultado de um amor muito grande. Essa declaração dada na prática é recordada na Primeira Carta de João (1Jo, 9): Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele. Permanecer no seu amor é viver na alegria, produzindo frutos que permanecem.

Lucas Saraiva

Seminarista do 3º ano de Filosofia.

Paróquia de Origem: Paróquia da Ressurreição – Goiabeiras – Vitória.

Paróquia de Estágio Pastoral: Santo André Apóstolo – André Carloni – Serra.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 16 junho
sábado 19 junho
segunda-feira 21 junho
quinta-feira 24 junho
Nenhum evento encontrado!

Facebook