Arcebispo pronuncia-se sobre reabrir as igrejas

29 junho, 2020

A situação de restrições impostas pelo coronavírus (Covid-19)e que se prolongam afetando a vida em todas as suas dimensões, trouxe muitas mudanças no jeito da Igreja Católica celebrar e evangelizar.

Ao longo deste tempo de pandemia, o Arcebispo de Vitória, dom Dario Campos fez alguns decretos orientando os padres, diáconos e religiosos como proceder com as atividades.

Hoje uma nova carta foi enviada aos mesmos. Dom Dario leva em consideração o estágio do contágio e recomenda que os padres, diáconos e religiosas fiquem atentos ao mapa de risco da Covid que é divulgado todos os dias pela Secretaria da Saúde do Estado e se atentem à situação dos bairros onde estão inseridos, informação também divulgada no painel Covid (https://coronavirus.es.gov.br/painel-covid-19-es).

Dom Dario, sintetizou a carta em uma frase: “Os padres devem acompanhar o painel Covid e seguir as orientações das Secretarias de Saúde do Estado e do Município”. Leia a carta na íntegra no anexo.

Hoje os 15 municípios que compõem a Arquidiocese (Afonso Cláudio, Alfredo Chaves, Anchieta, Brejetuba, Cariacica, Domingos Martins, Fundão, Guarapari, Marechal Floriano, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Serra, Viana, Vitória, Vila Velha), como todos do Estado, estão nas faixas vermelha e amarela, isto é, risco alto e moderado.

Entre os Bairros, o risco alto está concentrado na Grande Vitória: Jr. Camburi, Praia da Costa, seguidos de Itapuã, Jr. da Penha, Praia do Canto, Itaparica, Feu Rosa, Mata da Praia, Colina de Laranjeiras, Jr. Carapina, Morada de Laranjeiras Coqueiral de Itaparica.

Com a abertura parcial do comércio, com base no Decreto do Governo Federal (10.292/2020) e considerando a prática pastoral dos padres em nossa arquidiocese, as novas orientações reafirmam o empenho e compromisso da arquidiocese com a defesa da vida e propõem cuidados e atenção às pessoas.

Pe. Jones Santos Teixeira, coordenador da área pastoral de Serra disse que as atividades estão acontecendo em todas as paróquias e com todos os cuidados recomendados pelas Secretarias da Saúde do Governo e do Município. Entre os funcionários existe um sistema de revezamento e horário reduzidos. Os atendimentos sempre com agendamento e espaçados e nas celebrações a portas fechadas com o número mínimo de pessoas por equipe. Os padres fazem reunião virtual e conversam sobre a realidade e iniciativas.

Já em Guarapari, segundo pe. Robson Lemos, as celebrações só acontecem durante o dia porque o município decretou a proibição de circulação de pessoas entre 19h e 05h. As pessoas assistem as celebrações pelas redes sociais ou acompanham pela TV Guarapari que transmite a missa da paróquia Nossa Senhora da Conceição às 9h todos os domingos.

Em Cariacica, pe. Carlos Conceição também confirma que os serviços das paróquias estão mantidos, mesmo o atendimento, tomando todas as providências e cuidados e os funcionários trabalhando em rodízio.

Na área Serrana, pe. Carlos Barbosa disse que o clero tem reunião agendada para hoje à noite, mas adiantou que as celebrações estão sendo feitas a portas fechadas e transmitidas pelas redes sociais e que além da Eucaristia acontecem também Celebrações da Palavra.

Na paróquia São Sebastião, assim como em quase todas as paróquias, as celebrações acontecem na matriz. As comunidades acompanham as transmissões e os Ministros fazem a distribuição da Sagrada Comunhão.

Em Vilha Velha, segundo pe. Abel, o segundo município em número de casos, as celebrações têm sido a portas fechadas e com transmissão pelas redes sociais, seguindo as orientações de dom Dario. Nas iniciativas como a Campanha de Cestas Básicas, os voluntários trabalham com máscaras e todos os cuidados recomendados.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quinta-feira 29 julho
sábado 31 julho
domingo 1 agosto
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por