COM. NOSSA SENHORA DA PENHA, HISTÓRIA DA IMAGEM DA PADROEIRA

13 maio, 2022

COMUNIDADE NOSSA SENHORA DA PENHA HISTÓRIA DA IMAGEM DA PADROEIRA

Desde o início, uma história de fé, devoção e perseverança.

O Bairro da Penha surgiu no início no ano de 1953 na forma de ocupação de parte da Fazenda Maruípe, inicialmente chamado de Morro do Teimoso devido ao fato dos barracos serem derrubados durante o dia e reerguidos durante a noite, sendo que no final da década de 50, o bairro já era uma grande área ocupada. Nessa época, as pessoas se reuniam para rezar o terço em volta de um cruzeiro onde está localizada a Escola de Ensino Fundamental Zilda Andrade.

O Sr. Ascendino Fagundes de Aguiar (3º Sargento Reformado da Polícia Militar do Espírito Santo e conhecido por todos como “Sargento Carioca”), então detentor daquela área, cedeu parte do terreno para a construção da primeira capela do bairro que devido à grande devoção dos moradores a Nossa Senhora da Penha, ficou conhecido como Bairro da Penha. Neste local foi erguido um barraco feito de estuque e palha e ali eram celebradas missas todos os domingos. Nessa época a Comunidade fazia parte da paróquia de Jucutuquara.

No ano de 1962, o Sr. Abido Saad, atendendo ao apelo do Sargento Carioca, que estava como líder comunitário, doou 02 imagens, sendo uma de Nossa Senhora da Penha e outra de São Benedito  (ambas com 80 cm de altura), para serem os padroeiros das Comunidades de respectivos nomes. Em Maio daquele ano, as imagens de Nossa Senhora da Penha e de São Benedito, vieram em procissão com aproximadamente 500 pessoas, saindo da Praia de Santa Helena chegando até o Bairro da Penha e ficando aos cuidados da Família Brambatte. Através de um acordo feito com a prefeitura, a área onde estava a capela foi cedida para a construção da escola e uma nova igreja foi construída na área do atual colégio Aflordizio Carvalho da Silva (antigo Colégio Polivalente).

Em 1965, o Sargento Carioca, junto com o povo, construiu no Bairro São Benedito, uma pequena Capela para as celebrações. A primeira Missa celebrada nessa Capela foi presidida pelo Frei Narcizo Irigoin, da Paróquia Santa Rita de Cássia, que na época, tinha sede no bairro Praia de Santa Helena.

Em 1966, o Sargento Carioca juntamente com o povo, levou as imagens de Nossa Senhora da Penha e de São Benedito da residência da Família Brambatte até à Capela em São Benedito, onde ficaram até o final de 1967, quando a Capela já não oferecia segurança para abrigar as imagens.

Em 1968, por decisão do povo, o Sargento Carioca retirou então as imagens da Capela, deixando a imagem de São Benedito na responsabilidade da Sra. Maria José Alves de Araújo e a imagem de Nossa Senhora da Penha na responsabilidade da Sra. Maria Conceição Ferreira dos Santos, ficando sob seus cuidados em suas residências até o ano de 1987, quando foi construída uma nova Capela, que pôde assim, abrigar as imagens com segurança.

No ano de 2013, o Sr. Denilson Antônio Rabelo (Coordenador da Equipe de Liturgia da Comunidade de Nossa Senha da Penha), tendo em vista a inauguração da Igreja da Comunidade, iniciou diálogo com a Comunidade de São Benedito no sentido de retornar a imagem de Nossa Senhora da Penha à sua respectiva comunidade. A Comunidade de São Benedito, atendendo esse clamor, concordou com o pedido e providenciou a restauração da Imagem de Nossa Senhora da Penha e as duas Comunidades então prepararam uma enorme festa para esse momento.

No dia 24 de Dezembro de 2014, com a Celebração da Vigília do Natal, a Igreja de Nossa Senhora da Penha foi inaugurada e, no dia 13 de Abril de 2015, dia de Nossa Senhora da Penha, a imagem saiu da Igreja de São Benedito e foi conduzida, em procissão, até a Igreja da Comunidade de Nossa Senhora da Penha onde foi realizada a missa Solene em louvor a sua padroeira, presidida pelo Pe. Frei Antônio Jacintho Gomes Junqueira, OAR.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

segunda-feira 26 setembro
quinta-feira 29 setembro
sexta-feira 30 setembro
Nenhum evento encontrado!

Facebook