Comunidade Epifania: 30 anos de missão

12 dezembro, 2023

No dia de Nossa Senhora de Guadalupe, a Comunidade Epifania celebra 30 anos de fundação

Presente na Arquidiocese de Vitória, a Comunidade Epifania, completa no dia 12 de dezembro de 2023, trinta anos de fundação, traz em sua essência o desejo de anunciar Cristo a todos por meio da missão, que une a vivência comunitária e missionária; evangelização e protagonismo social.

A Comunidade Epifania é uma Associação Privada de Fiéis. Nascida na Arquidiocese de Vitória em 12 de dezembro de 1993, identifica-se como uma nova forma de família eclesial que abre espaço para acolher, homens, mulheres, celibatários, casados e solteiros para viver uma nova forma de vida comunitária, sob o foco da experiência de Deus remetida à caridade, que conduz à beleza, à bondade e a verdade da dignidade humana. Esta nova forma favorece a consagração ao Cristo através de um carisma específico.

A Comunidade Epifania nasce através do encontro de cinco pessoas que se reuniam diariamente para a oração da Igreja: Laudes pela manhã e participar da missa à noite.

“Entre nós foi crescendo a amizade, como também o compromisso entre si e um desejo de que mais pessoas pudessem experimentar daquilo que vivíamos. Fizemos compromissos entre nós numa missa na Paróquia Santa Rita de Cássia – administrada pelos Agostinianos”, relata Dóris Almeida, um dos membros fundadores da Comunidade Epifania.

“Partilhar o que estávamos vivendo com o Arcebispo de Vitória D. Silvestre Scandian foi consequência da nossa inserção eclesial e profundo amor a Igreja. Ele por sua vez falou-nos uma frase profética: ‘Deus geralmente é lento em suas ações, mas quando quer vai a galope’ e nos abençoou, incentivando-nos a continuar tornando-se muito próximo e acompanhando cada passo ao longo de sua vida”, acrescenta.

EXPANSÃO DA MISSÃO

Doris Almeida, fundadora da Comunidade Epifania e consagrada da Arquidiocese de Vitória, destaca que a Comunidade tem como missão levar a esperança cristã estendendo a mão e o coração aos desprotegidos da sociedade. “Abrir novos horizontes aos irmãos que se encontram desprotegidos de forma existencial e material. Cristo nos convida a experimentar e manifestar sua ternura que brota tanto da manjedoura quanto da cruz”, afirma.

Para a Comunidade Epifania o seguimento de Jesus é um caminho de gestos concretos, de ações, de mãos estendidas, de atitudes que aproximam as pessoas de Deus e umas as outras. “Jesus, Verbo encarnado, foi alguém apaixonado pelo Reino de Deus e que viveu em profundidade a dinâmica da acolhida, da hospitalidade e da compaixão pelos outros. Foi alguém que trouxe à tona a possibilidade da alegria e da esperança aos pobres e pequenos”, relata.

A Comunidade Epifania tem seu carisma fundamentado na encarnação de Jesus Cristo: “e o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e nós vimos sua glória” Jo 1,14 – Palavra que rege o carisma Epifania e que a leva a enamorar-se da Beleza Espiritual impulsionando-a à oração e à caridade. A oferta da vida é sinal de gratidão e compromisso com Àquele que deu a vida por nós.

OBRAS FRATERNAS

Em 1995, a Arquidiocese de Vitória através do Arcebispo Dom Silvestre designou a Comunidade algumas missões, entre elas a Casa Sagrada Família e o Programa Viver. Posteriormente, em 2006 nasce a missão do Barco Hospital Laguna Negra na Prelazia de Lábrea, no Amazonas.

Doris ressalta que a Comunidade Epifania sempre esteve obediente aos chamados da Arquidiocese, pois nasceu nesta Igreja Particular de Vitória, a qual Deus suscitou este carisma. “O encontro com o Senhor é um encontro de amor, de coração a coração, experimentado por cada um de nós no chão da nossa vida, encontro marcado pela sua misericórdia, providência, consolação, bondade, compaixão. É dessa forma que assumimos o servir aos pequenos e pobres, que Deus nos confiou através das nossas Obras Fraternas”, afirma a fundadora.

Atualmente, a Casa Sagrada Família é uma Obra Fraterna para crianças de 0 a 2 (dois) anos afastadas do convívio familiar por meio de medida protetiva de acolhimento institucional, em função do abandono ou cujas famílias ou responsáveis encontram-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção.

O Programa Viver atende crianças que possuem o HIV/Aids e famílias em situação de vulnerabilidade social. Elas são cadastradas, recebem apoio emocional, espiritual e material: refeição, serviço de escuta da história pessoal, oração, informação sobre tratamento, cesta básica, leite, fraldas descartáveis e a Festa de Natal.

A Obra Fraterna da Missão Laguna Negra atende anualmente milhares de famílias ribeirinhas, na Prelazia de Lábrea, no Amazonas. “A Comunidade Epifania através dessa missão anuncia a Boa Nova de Jesus Cristo às populações tradicionais (indígenas e ribeirinhos), através de atendimento médico e odontológico na melhoria da qualidade de vida”, completa: Deus que veio para consolar, curar, libertar e salvar, trazendo vida em abundância como nos pede o Evangelho.

Compartilhe:

VÍDEOS

segunda-feira 24 junho
quarta-feira 26 junho
quinta-feira 27 junho
sexta-feira 28 junho
Nenhum evento encontrado!

Facebook