Economia de Clara e Francisco: motivando articulações municipais e estaduais

31 agosto, 2020

“Repensar a economia existente, e humanizar a economia de amanhã: torná-la mais justa, mais sustentável, assegurando uma nova preeminência para as populações excluídas”, é o que defende o Papa Francisco.

Grupos de trabalhadores, coletivos de mobilização social, em níveis estadual e municipais, já existem diversas ações elaboradas e mantidas por pessoas que trabalham por um mundo com mais inclusão e justiça social.

No módulo 4 da formação “Elementos para entender e vivenciar a Economia de Clara e Francisco”, Crislayne Zeferina, representante do Fórum Estadual da Juventude Negra do Espírito Santo (Fejunes), apresenta a atuação do Coletivo Beco, no bairro da Penha, em Vitória.

Outra iniciativa de articulação trazida é a do Movimento de Pequenos Agricultores (MPA), com Leomar Lírio. Ele fala sobre a importância de conectar quem produz comida de verdade e quem vai consumir. Muito além de uma negociação de compra e venda, o contato proporciona uma relação de troca, que beneficia tanto o consumidor quando o produtor.

O vídeo-encontro é conduzido pelo professor Arlindo Villaschi, que introduz o tema da semana. Ele também participa da live, que é mediada por Milton Simonetti.

Vídeo-encontro módulo 4: assista aqui.

Live módulo 4: assista aqui.

Mais informações pelo e-mail [email protected].

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

sexta-feira 1 outubro
domingo 3 outubro
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por