Estamos cansados

17 setembro, 2021

Há tantas pessoas desamparadas, há tantos reféns, de tantos tipos, da violência, da fome, mas parece que estamos vivendo em um universo paralelo onde esta realidade não é  sequer vista pelos que têm poder!

Os que disputam o poder só enxergam estratégias (algumas de embrulhar o estômago), só falam para si mesmos, só  produzem narrativas coerentes com a realidade que querem ver e só olham um para o outro! Estamos em tempos difíceis, onde não estamos conseguindo entender o que nos espera no outro lado do caminho. Já há algum tempo que os poderosos passaram a viver em 2022 ou 2023 e esqueceram dos que estão enfrentando imensas dificuldades em 2021. Aos que disputam o poder, mais interessa jogar fumaça no ar do que de fato se deparar com a realidade do “aqui e agora”, pois poderiam enxergar o fracasso de suas narrativas. O profeta Isaías mostra que Deus já nos alertava sobre as vozes de pessoas “que ao mal chamam bem e ao bem mal” (Is 5,20s). São pessoas “que transformam trevas em luz e a luz em trevas” e  “são sábios, a seus próprios olhos e inteligentes em sua própria opinião!” E continua Deus, falando pelo profeta, “que absolvem o ímpio mediante suborno e negam ao justo a sua justiça! (Is 5,23).

Assistimos diariamente o aumento da violência. Escutamos essa semana o desabafo  de um policial que diz que “não aguenta mais prender as mesmas pessoas”! Onde estão nossos legisladores que não mudam as leias que visceralmente impedem a ação da justiça e a efetividade do combate aos problemas de insegurança. Falam o tempo todo em insegurança jurídica, mas esquecem a insegurança pessoal. Disputam a efetividade real da quarentena que vivemos, ou da responsabilidade pelas mortes quando nada sabíamos deste vírus, mas não se reúnem para pacificar o país para gerar emprego e renda para o povo, que sofre agora as consequências desta tragédia mundial. Onde estão nossos deputados e senadores? Onde estão os ministros que não revisam o veto que deram, entre tantos outros desacertos que eles mesmos entendem que permitiram, para não haver uma explosão de partidos políticos que nem sequer sabem que ideias defendem?  Onde estão nossos legisladores que, de fato, podem trazer mudanças. O foco deixou de ser a demanda do povo para ser um combate – pró ou contra – seu representante maior. Assim, por favor Deputado Estadual e Vereador falem para quem lhe procurar que o problema vai ser resolvido em outubro 2022, após as eleições, e me digam se vocês serão reeleitos. Isso vale também para vocês Deputados Federais e Senadores.

Acho que falo em nome de muitos quando falo que estou cansada de ver a novela/teatro interminável do cenário nacional. Quero ter a  minha vida de volta que foi “roubada”, inevitavelmente no início da pandemia, por um ano, mas já está sendo “roubada”, há vários meses, quase um ano, pelos que o profeta Isaías chamou de “ilustres homens famintos” (fome de poder),que querem ter razão, “quando os seus plebeus estão mortos de sede”. (Is 5, 13b)

O que nos consola: Deus é maior!

Vânia Reis

[email protected]

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quinta-feira 7 julho
sexta-feira 8 julho
domingo 10 julho
terça-feira 12 julho
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por