Fase Arquidiocesana: recordar – reler – colher

6 novembro, 2021

A Igreja Católica vive, em todo o mundo, a etapa diocesana do Sínodo dos Bispos. A pedido do Papa Francisco o Sínodo está sendo realizado por etapas de modo a facilitar e favorecer a escuta de todos durante o período que antecede a Assembleia dos Bispos em 2023.

A Arquidiocese de Vitória já fez o encaminhamento prático para que comunidades, paróquias com suas pastorais, movimentos, equipes e associações sejam ouvidos em suas percepções sobre a Igreja perante os desafios de hoje e, principalmente, a Igreja perante a missão de anunciar Jesus Cristo e ser Igreja em Saída, conforme tem pedido e insistido o Papa Francisco. É a chamada etapa da Escuta. Para preparar e esclarecer coordenadores e párocos para esta etapa, o departamento de pastoral organizou uma manhã de reflexão sobre todo o processo sinodal, com o tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”. Aproveitando a data em que o COPAV (Conselho Pastoral da Arquidiocese de Vitória) já tinha reunião agendada, o departamento de pastoral, decidiu fazer o chamado COPAV Ampliado, denominação utilizada na Arquidiocese quando o Conselho Pastoral abre espaço para a participação de outras coordenações arquidiocesanas. A ampliação de hoje foi para padres e diáconos.

A manhã de reflexão aconteceu hoje, 06 de novembro de 2021, de 8h30 às 12h no CECATES (Centro de Estudos da Arquidiocese de Vitória) e contou com a presença de pe. Júlio César Evangelista, da Comissão Episcopal de Educação e Cultura da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), e membro da equipe de animação do Sínodo no Brasil.

O COPAV Ampliado foi um momento importante para a etapa da Escuta e teve representações que ajudarão na realização da escuta nas diversas instâncias. A manhã foi dividida em 4 momentos sob a coordenação de pe. Renato Criste, coordenador de pastoral: oração e mensagem do arcebispo, dom Dario Campos, a palestra oficial parte 1, ministrada por pe. Júlio, a palestra parte 2 e os comunicados e previsão de programação para 2022 das comissões e vicariatos.

Na parte teórica sobre o conceito de Sínodo, o assessor acentuou a necessita da escuta, espírito de sinodalidade, disse que a experiência sinodal nos remete ao povo peregrino no deserto, às primeiras comunidades reavivadas no Concílio Vaticano II e sintetizou: “o importante da escuta não são as respostas, mas a vivência das experiências que irão acontecer durante o processo”. Na segunda parte, pe. Júlio explicou o processo, os eixos sobre os quais se dará a escuta e como a memória  deve ser ativada: recordar – reler e colher.

Clique aqui para ler a mensagem de dom Dario Campos, arcebispo de Vitória, na Abertura do COPV Ampliado.

Concluídas as orientações sobre a fase arquidiocesana abriu-se um espaço para que vicariatos e comissões apresentassem perspectivas para o próximo ano com destaque para volta presencial de eventos e formações, com possibilidade de que a forma híbrida (presencial e digital) se mantenha, reformulações nas escolas de liturgia, canto e catequese e anuncio dos representantes já escolhidos para o Regional Leste 3 que será instaurado em dezembro. Os nomes serão divulgados junto com informações da data de instauração do Regional. Na ocasião foi apresentada proposta de criação do Prêmio Palma da Vitória, sobre o qual ainda não existe detalhamento.

 

Dom Dario e pe. Kelder apresentaram algumas dificuldades que têm surgido na assistência religiosa a presídios e hospitais e o Arcebispo pediu atenção e cuidado para que os marginalizados não sejam desassistidos.

A manhã terminou com o almoço para os participantes.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 26 janeiro
sábado 29 janeiro
domingo 30 janeiro
terça-feira 1 fevereiro
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por