História da Com. Nossa Senhora Aparecida – Guarapari

19 novembro, 2021

Uma comunidade começa com a iniciativa de alguém ou de algumas pessoas em catequizar, seja no sentido social
ou espiritual. Na nossa não foi diferente.

Tudo começou em 1975 com Pe. Ácacio incentivando algumas pessoas a ensinarem a doutrina Católica e o
Catecismo aos que não conheciam. Começaram então as reuniões de Círculo Bíblico nas casas.

Várias pessoas contribuíram para que isso acontecesse, a saudosa Sra. Maria Gama, Sr. Etes, Sra. Maria Maioli,
Sra. Maria Arpini, Sr. Ademar, Sr. Isabel e a Sra. Penha. Estes começaram a caminhada nas casas, ao mesmo
tempo em que era dada a catequese infantil para a 1ª eucaristia na residência do Sr. Etes e da Sra. Maria Arpini. As
primeiras crianças que receberem o sacramento da comunhão foram: José Maria Arpini, Mauro Arpini, Hideraldo
Maioli, Deusedite Maioli e Jailson Assunção.

Muitas dificuldades eram encontradas, não havia energia elétrica em algumas casas do bairro e as celebrações eram
feitas a luz de vela. Todos eram simples, mas eram encorajados pela luz e o poder de Deus. Com fé, força de
vontade e esperança, o número de pessoas foi aumentando, assim surgiu o desejo no coração do Pe. Acácio em
plantar a semente em cada membro do grupo para criar uma comunidade.

Começaram a participar dos encontros a família da Sra. Rosinha, de Dona Ana, Sr. Domingos, do Sr. Ermes, Dona
Inês e Sr. Benigno. Devido ao grande número de membros, as reuniões eram realizadas na casa do Sr. Etes. Logo
em seguida, passaram a ser realizadas em um galpão cedido temporariamente pela família da Sr. Maria Gama.

Foram criadas as primeiras equipes de nossa comunidade neste local, o JUNACRI, o Apostolado da Oração e outros. Várias festas com bingos eram realizadas a fim de confraternização.

Surgiu-se então o desejo de estabelecer um nome para a comunidade formada. Em reunião, foram apresentados
alguns nomes de santos para votação, dos quais São João Dom Bosco, São Dimas, N. Sra. Auxiliadora e N. Sra.
Aparecida foram lembrados. A escolha foi feita com muita alegria e a santa escolhida como padroeira foi N. Sra.
Aparecida. A imagem de N. Sra. Aparecida era a mais encontrada nas casas visitadas durante as celebrações, isso
fez com que o nome dela fosse o mais votado. Sua imagem já estava presente durante a primeira Missa, presidida
pelo Pe. Tarcísio no galpão.

A Comunidade N. Sra. Aparecida sentiu o desejo de ter sua própria sede, para isso seria necessário a compra de um
terreno. O padre, o srº. Alcides, o srº. Benigno, e toda comunidade começaram a mobilizar-se para que isso
acontecesse. Com a ajuda da Paróquia N. Sra. da Conceição e de uma entidade alemã, foi adquirido um lote 16,
quadra 16, no então bairro Nova Praia do Morro, atualmente Aeroporto.

O srº. Benigno Coutinho Viana regularizou a documentação do terreno junto à prefeitura, para a construção do
templo. Foi feito a primeira eleição para escolher o Conselho da Comunidade. Os eleitos foram: Presidente – Maria
Marinho, vice – Maria Rosa Arpini, que assumiu a presidência logo em seguida, tesoureiro – Domingos Passos, que
por motivos de trabalho foi substituído por Benigno Maioli e secretária – Vera Lucia.

As obras começaram no dia 14 de março de 1985. Tivemos a doação de 120 sacos de cimentos de Pe. Tarcísio e
vidros para as janelas doados pelas famílias e equipes da comunidade. Foi criada uma espécie de dízimo, onde cada
chefe de família doava mensalmente a quantia de mil cruzeiros. Para ajudar mais ainda, o Sr. Caetano Maioli
realizava mutirões de coleta de doações. Não poderíamos deixar de destacar a maior festa de nossa comunidade
realizada no dia 12 de outubro de 1985. Ela atraiu cerca de cinco mil pessoas e entre a programação estava o show
da banda Woops. Assim arrecadamos fundos para a construção da primeira etapa de nossa igreja.

Com o aumento de responsabilidades, algumas decisões eram precisas serem tomadas em conselho. O primeiro
conselho se reuniu em 10 de março de 1986 e decidiu não adquirir o terreno ao lado da comunidade, mesmo tendo
dinheiro em caixa. Nossa igreja ganhou sino, a torre foi construída, os fundos ampliados, o salão de cima feito, a
cantina desenvolvida e o altar criado. O mais importante foi inaugurado no dia 06 de abril de 1990, a sala para o
Santíssimo Sacramento. Após isso, o Grupo de Oração e Legião de Maria foram implantados em nossa comunidade.
Sem dúvida inúmeras pessoas passaram na vida da comunidade e deixaram marcas eternas, citar nomes é difícil.
Alguns já estão junto do Pai e outros permanecem presentes na comunidade.

Na data de hoje, a nossa comunidade é membra da Paróquia Sagrada Família – Praia do Morro, instalada em 21/02/2014. Ela já esteve vinculada a paróquia São Pedro – Muquiçaba e, anteriormente, a paróquia Nossa Senhora da Conceição – Centro.

Possuímos uma vida comunitária ativa e as equipes de adolescentes, catequese infantil, som, pascom, coroinhas,
apostolado da oração, dízimo, legião de Maria, cantos, liturgia, terço dos homens e crisma contribuem para isso.
Mantemos um belo projeto social chamado “Maná” em que recolhemos de maneira permanente alimentos não
perecíveis e destinamos às famílias necessitadas do bairro.

@ceb_aparecidaaeroporto
Fonte: Grupo Pré-Jupes (Pré-Jovens Unidos pelo Espírito Santo).
Texto vencedor da Gincana Realizada na Assembleia Comunitária, início dos anos 2000.
Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

sábado 29 janeiro
domingo 30 janeiro
terça-feira 1 fevereiro
quarta-feira 2 fevereiro
Evento o Dia Todo Aniversário do Pe. José Tosi
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por