Homilia de 18 de agosto de 2021

Jz 9, 6-15      |       Sl 20       |      Mt 20, 1-16a

A dinâmica do mundo e a dinâmica do Reino de Deus se opõem ou estão juntas? Esta foi a forma encontrada por dom Dario Campos, arcebispo de Vitória, para iniciar a homilia de hoje que tinha como textos bíblicos a parábola contada por Jesus sobre os trabalhadores contratados ao longo do dia,  que receberam pagamento igual, independente das horas trabalhadas, e, o livro dos Juízes que também apresenta a parábola da escolha do líder para governar as árvores.

Ao não aceitar a liderança por considerarem importantes seus frutos, as árvores entregaram a liderança ao espinheiro que não produzia frutos e por isso não tinha visibilidade. Dom Dario deixou uma pergunta: “Quem aceita serviços em nossas comunidades e por que? Quando aceitamos um serviço o fazemos pelo serviço ou para aparecer”?

Sobre o Evangelho, o Arcebispo disse que ele mostra um sentimento “tipicamente humano que classifica as pessoas por outros critérios que não os da justiça e do amor”. “Todos os trabalhadores chamados eram desempregados e tinham as mesmas necessidades, mas igualar o pagamento a quem trabalhou mais ou menos não agradou à lógica humana. A lógica de Deus, a justiça, a bondade e a misericórdia nem sempre são compreendidas. Os que defendem os marginalizados e trabalham com os pequenos são mal vistos. É dever do cristão promover tratamento igualitário entre todos. É hora de rever conceitos e dissipar preconceitos nos nossos corações”. Escute a homilia.

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por