Homilia de 31 de março de 2022

Ex 32, 7-14      |       Sl 105        |        Jo 5, 31-47

“A liturgia nos apresenta os desvios do povo no caminho do deserto e a misericórdia de Deus que ouve o pedido de Moisés e se compadece do ‘povo de cabeça dura'”, disse o arcebispo de Vitória, dom Dario Campos no início da homilia de hoje.

Dom Dario fez uma comparação do povo no deserto com os dias de hoje e disse: “a quaresma é um tempo de travessia onde nos encontramos com nossas fraquezas. Nestes momentos buscamos deuses que prometem atender nossas necessidades”. O Arcebispo lembrou alguns sinais de desvios e corrupção nos dias de hoje: “as profecias são chamadas de antiquadas, sem valor, alguns chamam de comunismo. O que vale hoje são as propostas do mundo moderno, dos sistemas econômicos e de consumo. Não somos muito diferentes do povo guiado por Moisés. Continuamos de ‘cabeça dura’ e testando o amor de Deus por nós. Até quando Deus será paciente conosco? Vamos pensar nisso nesta reta final da Quaresma”. Escute a homilia.

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por