O amor tem mãos e pés

Na homilia de hoje, dom Dario uniu-se a todos do Apostolado de Oração e agradeceu pelo modo discreto de serem e agirem. Saudou os sacerdotes porque hoje somos convidados a rezar pelo clero e lembrou a reflexão da Congregação para o Clero a partir da carta do Papa escrita o ano passado. O Papa exorta os padres a configurarem-se ao Coração de Cristo e acentuou as palavras: gratidão, misericórdia, compaixão, vigilância e coragem.  

Hoje, disse dom Dario, rezemos para que os padres tenham paciência e tenhamos paciência com eles. Eu sempre peço que eles tenham paciência e rezem pela comunidade onde estão inseridos. 

Ao falar do Coração de Jesus, o Papa diz que é importante ter os mesmos sentimentos de Jesus e quem tem os mesmos sentimentos de Jesus tem amor com mãos e pés. Mãos que cuidam, curam, abençoam; pés que nos arrancam de nossos lugares rotineiros e nos deslocam para as margens.