Perseverança na oração nos faz acolhedores

3 Jo 1,5-8 | Sl 111 | Lc 18, 1-8

Amanhã celebramos o Dia do Pobre, data instituída pelo Papa Francisco para nos sensibilizar a olhar para os mais necessitados e estender-lhes a mão. O Evangelho de hoje fala de uma mulher pobre que pedia justiça e Jesus ao contar essa história nos ensina sobre a necessidade de rezar sempre e nunca desistir. Talvez não seja apenas pedir o que precisamos, mas rezar sempre para sermos sensíveis à realidade que nos rodeia e sabermos acolher o irmão, como diz a leitura da 3ª carta de São João. Dom Dario Campos, arcebispo de Vitória explicou o que é acolhimento: “acolhimento é a compreensão que devemos dar ao irmão. No acolhimento manifestam-se os gestos de misericórdia que engrandecem os seguidores de Jesus”. O arcebispo falou ainda sobre as barreiras que existem em nossas comunidades e impedem a integração e pediu que rezemos para “que nossa presença seja sempre acolhedora”. Persistência na oração é a atitude que Jesus nos pede, por isso, disse dom Dario “quem pede com perseverança e não desiste diante das recusas e outras dificuldades, mais cedo ou mais tarde conseguirá o que pretende”.

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por