MISSA CELEBRADA EM HONRA AO DIA DE SÃO JOÃO MARCA RETORNO DE CELEBRAÇÕES NA IGREJINHA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE CARAPINA

A Igreja São João de Carapina está carregada de histórias de fé desde a sua fundação, para mais informações clique aqui e  saiba mais:  https://www.portaltemponovo.com.br/patrimonio-historico-na-serra-conheca-a-historia-da-igreja-de-sao-joao-de-carapina/.

Situada no Patrimônio Histórico do bairro Carapina Grande, na Serra, o espaço estava a aproximadamente um ano e meio sem realizar atividades, primeiro por conta da pandemia da Covid-19 e depois por falta de quem cuidasse da igreja.

Hoje, 24 de junho, dia de comemoração ao santo padroeiro, a igreja voltou a abrir as portas para a realização das celebrações e missas. A reabertura, marcada pela celebração de uma missa às 7:00 da manhã, contou com a participação dos fiéis católicos da região e foi presidida pelo padre Ricardo Passamani, atual administrador paroquial da Paróquia Santo André Apóstolo.

Para os moradores próximos e participantes da igrejinha, a abertura do Patrimônio Histórico desperta sentimentos de emoção e gratidão, pois não só poderão celebrar novamente a sua fé, como também contribuir para a manutenção de um espaço religioso marcado por muita cultura e tradição.

Com apoio das comunidades pertencentes à Paróquia Santo André Apóstolo, a igreja passará a realizar suas celebrações a partir das 8 horas aos domingos e todo primeiro sábado do mês haverá a missa no horário das 11 horas da manhã.

Registros da Santa Missa realizada nesta manhã

        Fotos da Santa Missa dia 24/06/2021

Fotos: Romério de Mello Santana

   

 

 

 

 

Um fato Curioso

Construída no século XVI por jesuítas, a Igreja São João Batista de Carapina foi tombada como patrimônio histórico estadual em 1984 e é considerada um dos patrimônios arquitetônicos mais antigos do Brasil. Dentre as curiosidades mais marcantes envolvendo a igreja, o livro “História da Serra” do historiador e escritor Clério Borges traz que foi nesse espaço que o primeiro milagre feito pelo padre José de Anchieta em terras capixabas foi realizado. Conhecido como o “Milagre do Pato”, a história conta que o padre Anchieta fez Estevão Machado, um menino mudo, falar.

Foto Secult

 

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por