Mães de joelho, filhos de pé

Durante o mês de agosto, a Igreja no Brasil celebra as vocações. O destaque dessa semana são os leigos, missionários da evangelização. O movimento das Mães que Oram pelos filhos começou a partir da inquietude dos leigos da Arquidiocese de Vitória e hoje ganha o mundo. Ele foi criado em 2011, na Paróquia São Camilo de Lellis, na Mata da Praia. O carisma do grupo nasceu no coração de Angela Abdo – fundadora e coordenadora nacional e internacional do movimento – a partir do desejo de sua filha de rezar e interceder pelos seus filhos. Os encontros começaram em reuniões semanais com cerca de 15 mães.

Angela conta que no início elas não tinham a noção da proposta de Deus, mas a orientação de Dom Luiz para que elas procurassem o padre de sua paróquia proporcionou que o movimento já nascesse eclesial. A expansão do grupo aconteceu em 2014, quando Angela lançou o livro “Mães que oram pelos filhos: tudo pode ser mudado pela força da oração”

“O lançamento desse livro foi uma semente jogada em coração férteis, porque as mães já rezam pelos seus filhos e rezar em grupo foi algo que veio ao encontro desse desejo do coração, porque as mães estavam muito cansadas. Estavam não, estão muito cansadas.”                    

Desde então, o grupo de mães passou a ser um movimento reconhecido pela Igreja tendo como orientador espiritual Padre Anderson Gomes, como bispo referencial Dom Luiz Mancilha Vilela e como vice-coordenadora nacional e internacional, Aline Eisenlohr. A padroeira é Nossa Senhora de La Salette, uma mãe que chora por todos aqueles que lhe foram dados e a co-padroeira é Santa Mônica, uma mãe que orou por seu filho durante anos.

Atualmente, o movimento tem a partucipação de mais de 61 milhões de mães que frequentam nos encontros. São mais de 1.900 grupos cadastrados em todo Brasil – sendo 5 em hospitais e 30 em escolas. No exterior são 30 grupos cadastrados em locais como EUA, Hong Kong, Dubai, Japão, Alemanha e Argentina que atendem mais de 350 mães brasileiras e estrangeiras. Em relação aos encontros nacionais o movimento já realizou cinco e que já reuniu mais de 157 mil mães no Brasil. Nos EUA já foram realizados 3 encontros com uma média de 500 mães em cada.

A fundadora do movimento conta que o Mães que Oram pelos Filhos possui um tripé de obediência, humildade e unidade. O movimento começou em um momento em que as mães, com as ocupações do dia a dia, não tinham tempo para Deus: “E aí Deus usa uma pedagogia de trazer as mães pelos seus filhos, porque pelos filhos as mães sempre têm tempo. E ao vir rezar pelos filhos essas mães estão sendo evangelizadas e voltando para suas casas evangelizando seus filhos, seus maridos e tornando a família mais cristã”.

 

Entre as graças alcançadas nestes 9 anos de existência, Angela Abdo destaca o primeiro testemunho vivido na Paróquia São Camilo de Lellis. Com as formações oferecidas nas reuniões, as mães conheceram mais a Igreja, os ritos litúrgicos e isso atraiu cada vez mais essas famílias para a comunidade:

“Nós éramos 15 mães e dessas 13 não eram crismadas e foi feita a crisma dessas mães, ou seja, a iniciação dos sacramentos. E o mais bonito disso é que essa experiencia acabou atraindo os maridos e nós fizemos uma crisma para 62 maridos além de batizado, casamento, primeira comunhão. Aí você vê o resgate dos sacramentos desses maridos. Eles ficaram tão empolgados que convidaram outros amigos e aí na crisma seguinte foram mais 58 homens confirmados na fé e essa experiência foi como uma onda. Hoje nós estamos com 98 pessoas fazendo crisma.”

Neste período de pandemia vivido no mundo inteiro a coordenadora afirma que está sendo o ano mais fértil do movimento, porque elas têm a limitação de não poderem se reunir presencialmente, mas descobriram que podem se falar muito mais de perto usando a internet. Além disso, todos os serviços como metodologia e espiritualidade estão aproveitando para fazer formações, os grupos têm rezado pelo WhatsApp e alguns encontros estão acontecendo virtualmente.

 

O IV Encontro Nacional das Mães que Oram pelos Filhos com o tema “Senhor, ensina-nos a orar” acontecerá nos dias 26 e 27 de setembro, na Canção Nova. A transmissão será feita pelas redes sociais do Movimento: https://www.facebook.com/maesqueorampelosfilhosOficial/, https://www.youtube.com/maesqueorampelosfilhosoficial e https://www.instagram.com/maesqueorampelosfilhosoficial/.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
sexta-feira 23 abril
terça-feira 27 abril
quinta-feira 29 abril
sexta-feira 30 abril
Nenhum evento encontrado!