Nossa Senhora da Vitória, padroeira da Arquidiocese  

8 setembro, 2021

Hoje (08), festa da Natividade de Nossa Senhora, a Arquidiocese de Vitória celebra os 470 anos de sua padroeira: Nossa Senhora da Vitória. O dia 08 de setembro é marcado por essa centenária devoção que se mistura com a história da capital do Estado Espírito Santo. No último dia dos festejos, uma missa solene foi realizada durante a manhã na Catedral Metropolitana de Vitória, presidida pelo Arcebispo Dom Dario Campos. 

Participaram da Celebração Eucarística padres da Arquidiocese; seminaristas; autoridades religiosas, entre elas, Dom Paulo Dal’Bó, bispo da Diocese de São Mateus e Dom Luiz Fernando Lisboa, bispo da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim; além de autoridades civis e militares, como o Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, a Vice-Governadora Jaqueline Moraes e o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini. A Igreja também estava repleta de fiéis, leigos e leigas, devotos de Nossa Senhora da Vitória. 

Estes 470 anos de Fé foram marcados por muitas lutas e vitórias sobre o patrocínio de Nossa Senhora da Vitória. Logo no início da celebração Dom Dario afirmou que este dia é de festa no Céu e na cidade de Vitória que completa 470 anos e ele puxou uma grande salva de palmas da Assembleia para nossa cidade. A música da missa foi conduzida por Seminaristas do Seminário Nossa Senhora da Penha e por leigos da Catedral. O  evangelho foi o do dia, que está em Mateus 1, 1-16.18-23 e fala sobre a origem de Jesus Cristo.  

Em sua homilia, Dom Dario começou refletindo o momento de pandemia que o mundo já vive há mais de um ano: “trazemos em nossos corações e orações as muitas famílias de nosso querido Estado, de todo País que sofreram e estão sofrendo a perda dos seus entes queridos, por causa da pandemia de COVID-19. Já passamos de 580 mil irmãos e irmãs que nos deixaram, suplicando a eles a paz no coração de todos, o repouso para os que se foram, saúde para os que estão adoentados e a força e a coragem para os que trabalham nos cuidados desses nossos irmãos”. Logo após o Arcebispo pediu que todos ficassem de pé, em um minuto de silêncio e uma salva de palmas a todos os irmãos que já estão na casa do Pai. 

O Arcebispo também ressaltou a grande responsabilidade de todos os católicos de Vitória, pois herdaram dos seus antepassados o cuidado pela cidade, sendo chamada Cidade Presépio, a devoção de Nossa Senhora da Vitória e tem que passar para as gerações futuras essa devoção e todo cuidado e carinho que receberam da mãe de Jesus de Nazaré. Principalmente o cuidado com os mais necessitados.

“Hoje nos colocamos diante da Virgem Maria com o título de Nossa Senhora da Vitória, como seus filhos e filhas, chamados a reconhecer que Deus tem os seus caminhos e se faz presente também na nossa história e na nossa querida cidade de Vitória. No evangelho vimos que o Senhor escolheu gratuita e livremente quem ele desejou ao longo de toda história do seu povo eleito, contando sempre com a disponibilidade e abertura de coração de todos até chegar o tempo de nascimento do seu filho Jesus de Nazaré”.  

Por ser um dia de festa, foi rezada a ladainha de Nossa Senhora. Ao som de “Mãe do Céu, rogai a Deus por nós” todos os presentes entoaram suas súplicas e agradecimentos a mãe de Jesus. Um momento de muita emoção foi ao final da missa solene com uma coroação da imagem de Nossa Senhora da Vitória, que foi restaurada. Centenas de rosas foram distribuídas aos presentes na Catedral Metropolitana e padre Renato Criste, que é o pároco explicou o sentido e convidou a todos para rezarem a oração de Nossa Senhora da Vitória.  

“A maioria de vocês receberam uma rosa nas mãos. Símbolo da vitória, essas rosas trazem espinhos e perfumes para lembrar que não existe vitória sem luta. Não vamos perder a esperança. Isto que Nossa Senhora nos ensina, a mãe de Jesus, a perseverar na Fé e na esperança, pois a vitória estará garantida aqueles que lutam com justiça e no amor. Rezando diante da imagem de nossa senhora da Vitória queremos colocar a nossa vida, a vida de nossa família, a vida desta comunidade paroquial Nossa Senhora da Vitória, toda a nossa Igreja particular de Vitória governada pelo senhor Arcebispo Dom Dario Campos e claro colocar toda a nossa cidade de Vitória, neste ano que celebra 470 anos de história, fé e devoção”.

A Festa de Nossa Senhora da Vitória deste ano teve uma ampla programação. Começou no dia 01 de setembro e foi marcada pelo retorno da imagem restaurada da imagem de Nossa Senhora da Vitória à Catedral de Vitória, pela realização do 1º Seminário Arquidiocesano de Mariologia, além de celebrações diárias, reza do terço, e carreatas com a imagem de Nossa Senhora pelas ruas da capital. Ainda hoje acontece às 17h um momento de adoração, às 18h Missa de Encerramento com o Arcebispo Emérito Dom Luiz Mancilha Vilella e logo após, às 19h30, será realizada uma Live Show + Carreata com Imagem de Nossa Senhora da Vitória pelas ruas da Cidade de Vitória.

Padre Renato fez uma análise sobre o resultado de muito empenho para a realização da programação deste ano: “é uma vitória, porque sabemos que uma festa dá trabalho. Mas é muito bom, muito agradável, pois aqui colocamos nossos dons e nossos serviços para homenagear aquela que se colocou à serviço na obra da nossa salvação: A Virgem Maria. Estamos muito felizes e realizados e neste ano particularmente de 470 anos, um marco muito importante para nós e dentro deste contexto de pandemia, de grande dificuldade que estamos vivendo, Nossa Senhora brota como uma flor de esperança mostrando para nós que há vitória, em meio as lutas e dificuldades. 

O presbítero também comentou sobre as novidades: o restauro da imagem de Nossa Senhora da Vitória que fica no altar da Catedral e o retorno do chafariz, que está localizado na praça da Catedral: “restauramos a imagem com recursos da própria comunidade, onde uma campanha foi realizada. A imagem está belíssima! É uma senhora de 70 anos que certamente vai ficar aqui por longos anos e todo entorno da catedral foi cuidado com retorno do chafariz. Eu destaco o empenho particular da prefeitura de Vitória, pois nosso patrimônio está sendo ainda mais valorizado e preservado”. 

Autoridades

O governador Renato Casagrande participou da missa acompanhado da esposa Virgínia e da vice-governadora Jaqueline e falou sobre a importância deste dia: “É uma alegria poder estar comemorando 470 anos de Vitória, mas no dia da Natividade de Nossa Senhora. Então a gente tem Vitória com esta bela homenagem a Nossa Senhora e que a gente possa fortalecer a nossa esperança, a nossa Fé, nossa espiritualidade. para termos uma capital cada vez mais justa”.

Já o prefeito Lorenzo Pazolini, destacou que este é um momento único de 470 anos da capital comemorado com a Catedral e a Arquidiocese de Vitória: “para nós é um momento de celebração, união, de paz. Vencendo a pandemia, é fundamental que tenhamos a serenidade e o bom senso e hoje representa muito disso. A volta também ali do nosso chafariz da Catedral é a  prefeitura entregando mais um importante equipamento público para a cidade que é emblemático para nós. É um cuidado com a Fé e com a vida das pessoas”.    

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 22 setembro
quinta-feira 23 setembro
sábado 25 setembro
domingo 26 setembro
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por