Novos padres no dia da padroeira 

8 setembro, 2023

Nesta sexta-feira (08), dia da padroeira da Arquidiocese de Vitória, Nossa Senhora da Vitória, Mãe da Esperança, nossa Igreja particular ganhou dois novos padres: Jonatan Rocha do Nascimento  e Lucas Folador Muniz Pina. A cerimônia de ordenação presbiteral aconteceu durante a manhã na Catedral Metropolitana, que estava lotada de fiéis, padres, diáconos e seminaristas.

Quem presidiu a Santa Missa foi Dom Dario Campos, Arcebispo Metropolitano e concelebraram com ele Dom Andherson Franklin, Bispo Auxiliar, e os bispos da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, Dom Luiz Fernando Lisboa e o da Diocese de Colatina, Dom Lauro Versiani Barbosa. Além da ordenação e do dia da padroeira, hoje celebramos a solenidade da natividade de Nossa Senhora e os 472 anos da cidade de Vitória, capital do estado do Espírito Santo.

Em sua homilia Dom Dario dirigiu palavras de incentivo aos neo-sacerdotes: “Agora queridos irmãos Jonatas e Lucas, digo a vocês que deveis cumprir no Cristo mestre a vossa função de ensinar. Vejam, transmitir a todos a palavra de Deus que recebeste com alegria, meditando na lei do Senhor. Rezando. Procurai crer o que lerdes, ensinar o que credes e praticar o que ensinardes”.

Continuando, o Arcebispo acrescentou “sede generosos ao abrirem os vossos corações à força do alto, ao Espírito Santo, seguindo o exemplo da Virgem Maria, a fim de que assumam com responsabilidade o compromisso com o ministério que a vocês será confiado pela Igreja em favor da salvação do mundo. Sigam, se configurem a cada dia à Cristo Bom Pastor, a fim de que sua compaixão mova vocês na direção dos pequenos, dos pobres, dos excluídos e pecadores, seguindo os ensinamentos e exemplo de Jesus de Nazaré”.

Dom Dario reforçou que a Igreja faz a opção preferencial pelos pobres, prega e tenta viver a caridade, incentivando as obras de misericórdia tanto espirituais, como corporais, seguindo o exemplo de Jesus de Nazaré, o sacerdote: “Queridos, vocês devem amar a pobreza, os pobres, aqueles que vivem a pobreza. Devem conviver com os pobres nas paróquias, nas comunidades, nas famílias, nas escolas, compadecidos amorosamente de tantos pobres que sofrem tanto. O sacerdote há de descobrir seu coração em obras de caridade, de assistência, de promoção humana e não só cuidar da pobreza material, mas sobretudo espiritual. A pobreza mais triste não é do corpo, mas a da alma.

Ao final do rito de ordenação padre Diego Carvalho, Representante dos Presbíteros na Arquidiocese, também deixou uma mensagem para os padres recém ordenados: “Nós Sonhamos e desejamos para vocês aquilo que Cristo deseja: que sejam sacerdotes fiéis, que possam de fato amar a Igreja como ele amou, que vocês possam como Maria se alegrar com as alegrias do povo, como Maria se alegrou em Caná da Galiléia, mas que vocês também possam junto do povo suportar as provações, como Maria suportou aos pés da cruz. Vocês dois trazem ao presbitério da Igreja de Vitória do Espírito Santo um novo ar, uma nova esperança. Todas as vezes que o Arcebispo ordena novos padres para nós é motivo de muita alegria”.

Confira alguns registros:

Compartilhe:

VÍDEOS

domingo 14 abril
quinta-feira 18 abril
terça-feira 23 abril
Nenhum evento encontrado!

Facebook