O VERBO SE ENCARNOU

25 dezembro, 2020

No dia 25 de dezembro, comemora o nascimento de Jesus Cristo. Para os cristãos, trata-se de uma das principais datas comemorativas, ao lado da Páscoa, em que se celebra a ressurreição de Jesus.

Para entendermos a encarnação de Jesus Cristo é preciso voltar ao Jardim do Eden. No princípio Deus fez o homem para viver no paraíso, se permanecesse obediente no paraíso ele manteria a graça e chegaria ao nível da incorrupção. 

O homem perfeito, ao desobedecer, ao comer do fruto proibido (símbolo da desobediência) é expulso do paraíso. Nesse momento inicia-se o motivo da encarnação de Jesus. Se Deus não tivesse vindo em socorro do homem, seria incompatível com sua bondade. Abandonar seus filhos, não é projeto de Deus. 

O que aconteceu com Adão e Eva atingiu a essência. Não bastava apenas pedir perdão, era preciso a reparação porque atingiu a natureza, por isso foi necessário que o Filho de Deus se encarnasse, para salvar a todos. 

Para que a Salvação do Homem acontecesse, Deus preserva uma mulher de todo o pecado, para dela nascer o Filho de Deus. Jesus nasce como qualquer outro ser humano, vive como qualquer outro ser humano, e é obediente até o fim. Ele vence o demônio na natureza humana, sem deixar de ser Divino, para poder pagar a dívida que o homem tinha com o mal. Pela justiça divina Ele vence e salva toda a humanidade. 

Santo Irineu nos apresenta à oposição feita por São Paulo, entre Cristo e Adão: “Cristo é o novo Adão, ou seja, o Primogênito da humanidade fiel, que acolhe, com amor e obediência, os desígnios da redenção, que Deus traçou como alma e meta da história. Por isso, Cristo aniquila a obra de devastação, as horríveis idolatrias, as violências e todo o pecado que o rebelde Adão semeou na história secular da humanidade e no horizonte da criação. Com a sua plena obediência ao Pai, Cristo inaugura a era da pacificação com Deus e entre os homens, reconciliando em si a humanidade dispersa. Ele “recapitula” em si a figura de Adão, que representa toda a humanidade, e o transforma em filho de Deus e o conduz à plena comunhão com o Pai”.

Jesus se encarna no mundo para ser um modelo para a humanidade. O nascimento de Jesus Cristo é muito importante para celebrarmos o Natal, mas isso só acontece porque Jesus ressuscitou, pois se não tivesse ressuscitado vã seria a nossa fé. Por causa da ressurreição de Cristo olhamos para o seu nascimento.

Assista o programa Papo de Padre, com Pe. Anderson Gomes, para entender melhor a encarnação de Jesus Cristo e porque celebramos o Natal.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 27 outubro
quinta-feira 28 outubro
sexta-feira 29 outubro
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por