Papa visita comunicadores

25 maio, 2021

Dentro do contexto das comemorações pelo Dia Mundial das Comunicações Sociais, o Papa Francisco visitou ontem, 24 de maio a redação do L’Osservatore Romano e do Vatican News e o estúdio da Rádio Vaticano.

A mensagem é um grande questionamento para todos que “fazem Comunicação” da Igreja porque ela toca a essência do comunicador, a estrutura de trabalho e a preocupação com os interlocutores. Ao final da visita o Papa rezou com os comunicadores na capela da Rádio a oração da comunicação e atendeu alguns pedido dos colaboradores da Comunicação. Confira abaixo a entrevista do Papa concedida à Rádio Vaticano e publicada no site vatican news.

No estúdio da Rádio

“Agradeço muito pelo trabalho de vocês, iniciou o Papa, “tenho apenas uma preocupação – há muitas razões para me preocupar com a Rádio, com o jornal l’Osservatore – mas há uma que toca meu coração: quantos ouvem a Rádio, e quantos leem L’Osservatore Romano? Porque, o nosso trabalho é chegar ao povo, queremos que todo o belo trabalho que é feito aqui, que é ótimo, extenuante, chegue ao povo, tanto com traduções, quanto com ondas curtas, a pergunta a ser feita é: “Quantos? A quantas pessoas chega?”. O Papa explica: “Porque há um perigo – para todas as organizações – o perigo de uma bela organização, de um belo trabalho, mas que não chega onde precisa chegar… Todos os dias deve-se fazer esta pergunta: a quantas pessoas chegamos? A quantas pessoas chega a mensagem de Jesus, através de L’Osservatore Romano? Isto é muito importante, muito importante!”.

Encontro com os redatores

Em seguida o Papa encontrou os representantes de todas as redações na Sala Marconi do Palácio Pio. Na ocasião depois de uma saudação do Prefeito do Dicastério para a Comunicação Paolo Ruffini, o Papa tomou a palavra e agradeceu novamente o trabalho de todos. Demonstrando sua satisfação em ver que há um grande trabalho fruto das reformas solicitadas, com a união do jornal L’Osservatore Romano, do Vatican News e Rádio Vaticano Francisco reiterou suas palavras, “é muito bom ver a unidade de trabalho … A questão principal é que este sistema grande e complicado funcione”, afirmou o Papa, “funcionar é ir avante. O grande inimigo do bom funcionamento é o funcionalismo”. O Papa pede que o trabalho seja facilitado pelas chefias, que sejam abertos à criatividade, sem burocracias excessivas e com liberdade. “O funcionalismo é letal”, continua o Papa, “acaba com uma instituição. Tomem cuidado para não cair nesse círculo (…). Importa que tudo funcione, que seja funcional, e não vítima do funcionalismo. Tomem cuidado com isso. Por fim o Santo Padre afirmou ainda: “Quando algo é funcional, ajuda a criatividade. O trabalho de vocês deve ser criativo, sempre, e ir além, além, além: criativo. Isso se chama funcionar” conclui o Papa.

Oração na Capela

Na visita à Capela da Rádio Vaticano o Santo Padre rezou com os presentes a Oração da 55° Dia Mundial das Comunicações Sociais que tem como tema “‘Vem e verás’ (Jo 1, 46). Comunicar encontrando as pessoas onde estão e como são”:

Senhor, ensinai-nos a sair de nós mesmos,
e partir à procura da verdade.

Ensinai-nos a ir e ver,
ensinai-nos a ouvir,
a não cultivar preconceitos,
a não tirar conclusões precipitadas.

Ensinai-nos a ir aonde não vai ninguém,
a reservar tempo para compreender,
a prestar atenção ao essencial,
a não nos distrairmos com o supérfluo,
a distinguir entre a aparência enganadora e a verdade.

Concedei-nos a graça de reconhecer as vossas moradas no mundo
e a honestidade de contar o que vimos.

Amém.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 22 setembro
quinta-feira 23 setembro
sábado 25 setembro
domingo 26 setembro
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por