Paróquia de Porto de Santana inícia o 6° Cerco de Jericó.

20 junho, 2022

Se inicia hoje ás 19h30 depois de grande expectativa o 6º Cerco de Jericó, na paróquia São Francisco de Assis em Porto de Santana, com a presença do Padre Reuber, da Igreja do Carmo, no centro de Vitória, uma programação muito especial foi feita para está incessante batalha espiritual, com missas que serão celebradas por padres de diversas paróquias de nossa arquidiocese, e são eles: Pe. Robson, Pe. Hugo, Pe. Valmir, Pe. Jairo  e no encerramento, o pároco Pe. Edmilson Boechat.

Serão sete missas em sete dias sempre às 19h30, exceto a de que encerramento que será às 19h, com o tema  “Se eu clamar as muralhas irão cair pelo poder do Senhor”, o grande público é esperado, muitas graças serão alcançadas pelo poder do clamor ao Nosso Senhor.

Novidades para o Cerco

Em comunhão com a campanha PAZ E PÃO, padre Edmilson propôs o gesto concreto para que o público que irá ao  cerco, leve um alimento não perecível para que possa ser montadas cestas básicas para os mais necessitados, os alimentos serão: fubá, feijão, arroz, açucar, pó de café e  macarrão.

No encerramento os participantes do Cerco que fizeram parte da AÇÃO SOLIDÁRIA atráves da doação proposta, concorrerem a uma imagem de São Miguel Arcanjo.

Origem Do Cerco De Jericó

Tudo começou na Polônia, quando para obter uma vitória certa, alguns piedosos poloneses organizaram em seu país aquilo a que chamaram de Cerco de Jericó.

O Santo Padre devia ir à Polônia a 8 de maio de 1979, para o 91º aniversário do martírio de santo Estanislau, Bispo de Cracóvia. Em fins de novembro de 1978, 7 (sete) semanas depois do Conclave que havia eleito João Paulo II, a Rainha Vitoriosa do Santo Rosário, Maria Santíssima deu uma mensagem precisa a uma alma privilegiada da Polônia, onde dizia: “Para a preparação da primeira peregrinação do Papa à sua Pátria, deve-se organizar na primeira semana de maio de 1979, em Jasna Gora, um Congresso do Rosário: 7 dias e 6 noites de rosários consecutivos, diante do Santíssimo Sacramento exposto”.

Por que o Cerco de Jericó?

No Antigo Testamento, depois da morte de Moisés, Deus escolheu Josué para conduzir o povo hebreu. Deus disse a Josué que atravessasse o rio Jordão com todo o povo e tomasse posse da Terra Prometida. Ora, a cidade de Jericó era uma fortaleza inexpugnável. Ao chegar junto às muralhas de Jericó, Josué ergueu os olhos e viu um anjo, com uma espada na mão, que lhe deu ordens concretas e detalhadas.

Josué e todo Israel executaram fielmente as ordens recebidas: durante 6 dias, os valentes guerreiros de Israel deram uma volta em torno da cidade. No 7º dia deram 7 voltas. Durante a 7ª volta, ao som da trombeta, todo o povo levantou um grande clamor e, pelo poder de Deus as muralhas de Jericó caíram…

(Fonte: rccbrasil.org.br)

Por Sergio Renato, PASCOM – área pastoral Cariacica/Viana.

Compartilhe:

VÍDEOS

domingo 11 dezembro
segunda-feira 12 dezembro
sexta-feira 16 dezembro
Nenhum evento encontrado!

Facebook