Quem são os futuros padres?

6 setembro, 2023

No dia 08 de setembro (sexta-feira), dia de Nossa Senhora da Vitória, padroeira da Arquidiocese de Vitória, vai acontecer a ordenação presbiteral dos diáconos transitórios Jonatan Rocha do Nascimento  e Lucas Folador Muniz Pina. A cerimônia será presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Dario Campos, às 09h, na Catedral Metropolitana em Vitória-ES. Mas quem são os futuros padres da Arquidiocese de Vitória?

Jonatan Rocha do Nascimento, nascido  em 13 de fevereiro de 1989 (34 anos), em Vitória, viveu toda a sua vida em Cariacica Sede. Ele conta que sua família é peculiar. Filho único de uma mãe solo, que vinha de uma família de 10 irmãos. Seu avô sempre foi como um pai e era chamado assim.

Sua infância foi de brincadeira na rua com as crianças vizinhas, primos. Tinha muita imaginação e jogos de tabuleiro, já que não havia a tecnologia tão avançada nos anos 90. “Sendo filho único, além disso, criei também o hábito da leitura desde cedo. Aprendi a ler aos 06 anos e desde então, a literatura sempre foi um prazer”.

No ano de 2007, Jonatan iniciou a faculdade de Direito, concluindo-a em 2011. Fez a prova da Ordem dos Advogados do Brasil em 2012, sendo aprovado. Porém, como os planos de Deus eram outros, ele suspendeu o processo de inscrição nos quadros da OAB e embora seja bacharel em Direito, não tendo a carteirinha da Ordem, não é advogado.

Sobre seu chamado, Jonatan conta que desde cedo esteve presente na sua comunidade, São José, Morrinhos, Cariacica (Paróquia São João Batista). “O trabalho na Comunidade foi amadurecendo isso no meu coração. No início não sabemos discernir bem o chamado de Deus, mas aos poucos vamos percebendo aquilo que, primeiramente, rejeitamos no interior. Os trabalhos paroquiais na Catequese, no Crisma, grupo de adolescentes, liturgia, e porque não mencionar, o Vinde e Vede, foram todos sinais de Deus nesse processo. Creio que essa vivência comunitária e, sobretudo, a participação na Santa Missa foram colocando esse desejo crescente de intimidade com Deus”.

Com a proximidade da ordenação presbiteral, ele conta que essa preparação começa desde o Seminário. “Para esse dia chegar, muitas são as situações, as alegrias, tristezas, desafios. Ouso dizer que Deus, desde o ventre, vai preparando nossos caminhos, para que um dia possamos preparar os Dele. A vida do Seminário, com todas as suas dimensões, vai nos dando ferramentas para chegar a essa entrega total da vida. A vida pastoral e comunitária que o Seminário nos proporciona contribui em muito o amadurecimento do chamado”.

A data escolhida para que os futuros padres sejam ordenados e acolhidos pela Arquidiocese de Vitória é muito especial. “É uma alegria! Mas ao mesmo tempo as pernas tremem, o coração acelera. Escolher a casula de ordenação, ensaiar a missa ou a fórmula da absolvição, são coisas que dão um aquecem o coração e o fazem tremer e em uma data belíssima, da Solenidade de Nossa Senhora da Vitória, Natividade de Nossa Senhora. Que presente o Senhor nos deu! O que eu posso garantir é que não faltarão lágrimas, nos olhos e/ou no coração”, conclui Jonatan.

Lucas Folador Muniz Pina, nasceu em 21 de julho de 1996 (27 anos), em Vitória. Filho de Luciano Muniz e Katia Potratz, neto de Noêmia Muniz, a sua vocação surgiu ainda na infância. Ele detalha que sua minha vó principalmente, uma mulher de muita oração, o levava sempre para a igreja, todos os dias.

“E através principalmente do coroinha, porque eu fui da primeira turma de coroinha da minha paróquia São José, de Maruípe, a Renovação Carismática, onde participei muitos anos desde 2008 e também senti a necessidade da carência que o povo tinha de um sacerdote. Esses são os 3 mandamentos principais da origem da minha vocação: o amor à liturgia, a espiritualidade e a necessidade do povo. Desde pequeno sempre senti o desejo de ser sacerdote e entregar minha vida a Cristo e Igreja”.

Logo quando terminou o Ensino Médio, o futuro neo-sacerdote, entrou para o Seminário. Ele estava com 18 anos e agora a expectativa para a ordenação presbiteral é grande. Lucas também está se preparando intensamente. “Esse é um momento de muita alegria. Tivemos o retiro canônico, fizemos o juramento de fidelidade, busquei o Sacramento da Confissão, para me preparar bem para receber esse sacramento bom. E estamos adiantando as coisas da missa, da ordenação, algo que nos da muita alegria e saber que Deus nos deu essa graça tão imerecida”.

Lucas revela que deseja ser um padre santo, com a graça de Deus. “Peço que Deus me ajude, que eu possa me dedicar ao povo de Deus, que seja um momento de emoção e de alegria para todos e que possa realmente ser uma graça para Igreja de Vitória. Então peço que rezem por mim, pela minha vocação e que Deus possa nos abençoar poderosamente”.

Compartilhe:

VÍDEOS

domingo 14 abril
quinta-feira 18 abril
terça-feira 23 abril
Nenhum evento encontrado!

Facebook