Rezar pela paz todos os dias

16 novembro, 2023

Em todos os momentos de comunicação com o mundo, o Papa Francisco faz apelos pela paz. Após a Audiência Geral de ontem, 15 de novembro de 2023, o pedido foi: “Todos os dias, alguém dedique algum tempo para rezar pela paz”. Leia a publicação do site vaticannews.va

O apelo insistente pela paz num mundo sufocado pelas guerras veio novamente na Audiência Geral desta quarta-feira (15). Ao final da catequese e da saudação aos peregrinos de várias partes do mundo presentes na Praça São Pedro, o Papa Francisco recordou dos conflitos vigentes que têm feito sofrer tantas pessoas:

“Rezemos, irmãos e irmãs, pela paz, de modo especial pela martirizada na Ucrânia, que sofre tanto, e também na Terra Santa, na Palestina e em Israel. E não nos esqueçamos do Sudão, que sofre tanto, e pensemos onde quer que haja guerra, há muitas guerras! Oremos pela paz: todos os dias, alguém dedique algum tempo para rezar pela paz. Nós queremos a paz. A minha bênção a todos!”

Escoteiros da Itália se unem à voz do Papa

Na Praça São Pedro, quem dedicou tempo para ouvir a mensagem de Francisco na Audiência Geral desta quarta (15) foi um grupo numeroso de escoteiros provenientes da cidade italiana de Foligno, região de Úmbria, a pouco mais de 150 Km de Roma. Eles fazem parte da AGESCI, a Associação de Guias e Escoteiros Católicos Italianos, que conta com 180 mil sócios e procura direcionar crianças e jovens à formação de bons cidadãos e cristãos, segundo os princípios e o método do escotismo, durante o tempo livre e as atividades extra-curricalares.

Além disso, em mensagem divulgada na segunda-feira (13) pelo comitê nacional da associação – “que se sente um instrumento a serviço da paz para acompanhar os jovens em direção às futuras estações do mundo”, vem o incentivo pela busca da paz em meio “aos gritos de dor da Ucrânia, ao conflito no Oriente Médio e tantas outras partes do mundo” que se “perguntam como esse sofrimento pode ser interrompido”.

Mas, afinal, o que é, que forma e cor tem a paz?, questiona o manifesto, ao formular respostas que se assemelham a um campo a ser arado pelas sementes de paz: a diferença está no “trabalho do agricultor, que cuida do campo com justiça e equidade durante a lenta sucessão das estações, que permite que as mudas cresçam e produzam frutos de paz por um longo tempo”, que, no seu tempo, poderão ser compartilhados por todos, sob “todas as cores que marcam o céu nas horas do dia e dos meses do ano”.

Sejam construtores de pontes, jamais de muros!

Assim, a associação compartilha e endossa a exortação do Papa Francisco “para promover o diálogo que constrói a paz”. Também “se compromete a continuar construindo experiências de convivência pacífica”. Na Praça São Pedro, vestidos com a tradicional camisa azul e entusiasmados pelo aniversário de 50 anos da associação, os escoteiros erguiam cartazes em meio aos peregrinos com mensagens de paz para o mundo. “Fazem barulho eles”, chegou a dizer o Papa Francisco, ao mencionar que o grupo ainda estava acompanhado de familiares e da Pastoral Vocacional de Foligno:

“Queridas crianças, exorto vocês a serem corajosos protagonistas nos ambientes em que vivem; acima de tudo, sejam alegres testemunhas do Evangelho, construtores de pontes e jamais de muros, jamais!”

Compartilhe:

VÍDEOS

segunda-feira 24 junho
quarta-feira 26 junho
quinta-feira 27 junho
sexta-feira 28 junho
Nenhum evento encontrado!

Facebook