Romaria das Mães

9 maio, 2024

O Convento da Penha será palco de um emocionante encontro. Um momento de fé, oração e alegria, no encontro de mães: mães devotas com a Mãe da Penha. As guerreiras, sonhadoras, amadas e queridas mães, reunidas, em comunhão com a Virgem da Penha, vão realizar mais uma edição da tradicional romaria ao Convento.

A Romaria das Mães será realizada neste sábado (11/05), no Campinho do Convento. A subida começará no início da tarde, a partir do portão do Convento. No Campinho, às 14h, haverá animação e acolhida das mães. A Santa Missa terá início às 15h e será presidida pelo Guardião do Convento, Frei Djalmo Fuck.

Em sua 68ª edição, a organização promete uma festa bem bonita, além da tradicional intenção de oração pelas mães vivas mas também pelas mães que já têm o privilégio do convívio no céu. Algumas surpresas também irão emocionar bastante as fiéis, especialmente uma apresentação de mães e filhas. Uma novidade deste ano é a presença da equipe de música que animou o Oitavário da Festa da Penha, que é composta pelo Frei Paulo César Ferreira.

Os freis do Convento reforçam o convite aos filhos, para que eles possam presentear as mães levando elas ao Convento, afinal, como geralmente as mães sempre rezam pelos filhos, também os filhos, devem rezar pelas mães e com as mães. “Às vezes os filhos ficam se perguntando ‘que presente posso dar para minha mãe?’, e quase sempre presenteamos nossas mães com coisas materiais e até objetos de cozinha, de casa, coisas que não são para elas, mas tenho certeza que os filhos que convidarem as mães para uma visita ao Convento, vão presenteá-las com algo que não possui valor financeiro e sim um presente especial, inesquecível”, enfatiza Frei Djalmo.

As mamães falecidas não serão esquecidas, é o que garante o Guardião do Convento. “Todos os dias é tempo de recordar o exemplo das nossas mães. Especialmente aqui no Convento, muitos filhos vêm para rezar pelas mães, avós, tias e rezam também por aquelas que já partiram. Aqui, todos sentem o consolo de Deus, o conforto de colo de mãe, a ternura daquela que nos abraça, nos ama, nos revigora e nos quer próximos dela. Portanto, participar desta romaria das mães é recordar, agradecidamente, a vida das nossas mães já falecidas. Convido você a sentir também este abraço materno de Nossa Senhora”, convida.

Para Maria José Quintaes, uma das organizadoras da Romaria das Mães, a tradição de levar flores está mantida e ao final haverá uma surpresa para as mães. “A romaria começou com uma tradição das mulheres que cultivavam flores – a maioria do interior do estado -, traziam essas flores para oferecer à Nossa Senhora da Penha. Nós mantivemos esse costume e até hoje acolhemos as mulheres que trazem flores e no final além da bênção tem uma surpresa”, destaca.

Maria José ainda lembra que muitas mulheres que têm dificuldade para engravidar participam da romaria, rezam pedindo a intercessão de Nossa Senhora e no ano seguinte voltam para agradecer pelo dom da maternidade. “Todo ano tem um testemunho de alguma mulher que tem problemas para engravidar, mas que pediu a Deus pela intercessão de Nossa Senhora e conseguiu se tornar mãe.

História da Romaria

A Romaria das Mães teve início em 1956, quando as mulheres do Interior do Estado aproveitavam a vinda à Capital para compra dos presentes de Dia das Mães, para oferecer flores a Nossa Senhora da Penha. Como grande parte delas não conseguia participar da Festa da Penha, por conta da dificuldade de chegar até Vitória, o sábado que antecedia o Dia das Mães era a oportunidade delas homenagearem Nossa Senhora da Penha.

Serviço
Romaria das Mães ao Convento
Data: 11/05/2022 (Sábado)
Horário: 14h (animação) | 15h (Missa no Campinho)
Local: Campinho do Convento da Penha
Compartilhe:

VÍDEOS

segunda-feira 20 maio
terça-feira 21 maio
quarta-feira 22 maio
quinta-feira 23 maio
Nenhum evento encontrado!

Facebook