São Brás, protetor da garganta

3 fevereiro, 2022

Quem nunca engasgou e ouviu de alguém no momento um “São Brás, que na panela tem mais”? O dito popular nasceu da tradição e devoção ao “protetor da garganta” que a Igreja celebra hoje sua festividade na liturgia. Muitos devotos procuram um templo para receber a bênção da garganta, também conhecida como benção de São Brás, principalmente aquelas pessoas que tem problemas nesta parte do corpo ou querem uma proteção especial.

A Catedral Metropolitana, Igreja Mãe da Arquidiocese de Vitória, vai fazer o tradicional rito de benção da garganta nas missas de 12h e de 18h, que pode ser acompanhada pela transmissão da Rádio América 91,1FM.  Durante o rito da benção de hoje o sacerdote cruza duas velas sobre a garganta do fiel e reza: “por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, defenda-te Deus contra os males da garganta e contra qualquer outro mal, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. 

Segundo informações do Vaticano, São Brás é um dos santos, cuja fama de santidade chegou a muitos lugares e, por isso, é venerado em quase todas as partes do mundo. O milagre da garganta, que realizou em uma criança, é recordado neste dia 3 de fevereiro. De acordo com a tradição uma mãe o procurou desesperada, com seu filhinho nos braços, que estava sendo sufocado por um espinho ou isca de peixe cravado em sua garganta. Na época, enquanto bispo, ele abençoou a criança que recobrou imediatamente a saúde.

Quem foi São Brás?

O santo padroeiro da garganta também é conhecido como o protetor dos otorrinolaringologistas, dos pecuaristas e das atividades agrícolas. Em relação a sua vida, São Brás era natural de Sebaste, na Armênia, e foi um homem de muita Fé, e um médico que além de curar as doenças do corpo, também tratava dos males da alma. Também se tornou Bispo da Igreja.

Fugindo da perseguição aos cristãos pelo imperador do Oriente, Licínio, e do Ocidente, Constantino, Brás se escondeu em uma caverna, no Monte Argeu, onde viveu na solidão e na oração, guiando a sua Igreja, apesar da distância, com mensagens secretas. Porém, ele foi encontrado e preso pelos guardas do governador Agrícola e levado a julgamento onde sofreu torturas que não conseguiram mudar seu espírito.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quarta-feira 18 maio
quinta-feira 19 maio
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por