Vocação Sacerdotal: um dom a Deus

5 agosto, 2021

A primeira semana do mês de agosto é dedicada aos ministérios ordenados, como por exemplo as vocações dos diáconos, presbíteros e bispos. No último dia 04 de agosto foi comemorado o dia do padre e o padre Jairo, pároco da paróquia Santa Mãe de Deus, no Ibes, compartilhou conosco um pouco de sua trajetória vocacional.

Criado em uma família católica, Jairo Antônio de Souza teve sua religiosidade proveniente de seu pai e sua avó paterna. O pai sempre teve o desejo de ser padre, mas por conta de algumas responsabilidades, como estudo e trabalho, não conseguiu concretizar seu propósito. Padre Jairo comentou: “meu pai sempre disse que um de nós seria padre e eu sempre ria da cara dele”. Ele lembrou ainda que quando era pequeno sempre frequentava, aos domingos, às celebrações, missas ou círculos bíblicos. 

O padre destacou que sua vocação surgiu dentro de um grupo de oração, mas de uma experiência catequética e destacou: “Eu fui proibido de fazer a primeira comunhão, a catequista não me permitiu […] tinha lá algumas verdades e algumas realidades que, enfim […]”. Após este acontecimento, ele relembrou que passou a não sentir mais o desejo de ir para igreja e, aos 12 anos, acabou ficando um pouco revoltado. A mãe não o questionava sobre a decisão de não mais participar das atividades da igreja. Porém, mesmo sentando no último banco, sempre estava presente.

Após um tempo afastado, foi convidado para dar catequese. Padre Jairo relembrou que questionou o convite dizendo: “Se eu não posso fazer a primeira comunhão para que vou dar catequese?”. Mas foi por meio das orientações, sobre os encontros, dadas por sua irmã, que também era catequista, que ele acabou aceitando o convite. Padre Jairo recordou aquele momento dizendo: “Eu fui e aquelas crianças me encantaram […] chegar lá e aquelas crianças tocaram meu coração a ponto de eu dizer – é isso que quero para mim”.

Naquela época, fez crisma ministrando catequese e quando se deu conta já estava no seminário fazendo leitura nas missas e ajudando nas celebrações. Padre Jairo recordou que foi para São Paulo com o intuito de conhecer a Diocese e lá foi convidado, pelo bispo, para permanecer. Foi para o Propedêutico e, em São Paulo, fez toda sua caminhada. Foi ordenado padre no dia 23 de maio de 2009, em Campo Limpo.

Após um ano de formação e já exercendo seu ministério, Padre Jairo perdeu seu pai. Então decidiu vir para o Espírito Santo ficar com a mãe. Após um tempo e com consentimento do bispo da sua diocese de origem, pediu uso de Ordem na Arquidiocese de Vitória, uma vez que aqui estaria mais próximo de sua mãe. Em 2010/2011, Dom . Luiz Mancilha Vilela, ss.cc. o acolheu e então padre Jairo foi designado para ser vigário na paróquia São Francisco de Assis, em Jardim da Penha, onde ficou um ano e oito meses. Em seguida foi vigário paroquial na paróquia Bom Pastor, em Campo Grande. Neste período também foi o padre representante dos padres jovens da Arquidiocese de Vitória. No final de 2013 foi designado para ser administrador paroquial na Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes, em Meaípe, onde permaneceu até o mês de junho de 2019. Neste mês, foi nomeado para a paróquia Santa Mãe de Deus, no Ibes, onde permanece realizando suas atividades pastorais até a presente data.

Neste mês vocacional e com 12 anos de vida sacerdotal ele destacou: “Eu acredito muito no consolidar, no processo vocacional de qualquer pessoa. Eu fui um jovem totalmente envolvido com as as coisas da igreja […] fui catequista, mas me apaixonei pelas coisas da igreja e me vejo fazendo outras coisas mas não me vejo sem ser padre”.

Aos jovens que desejam seguir esse caminho ele direcionou as seguintes palavras: “O que eu diria para você é: olha, quer ser padre? Vale a pena! Pensa em você. Pense em estar com Jesus. Você não precisa pensar que vai ser padre e não ser mais nada […]. Tem padre médio, professor, psicólogo […]. Quer ser padre, pergunta: É minha vocação? Se eu tenho vocação para isso, por que não aventurar?”. E, parafraseando Jesus, completou: “Por que não lançar as redes para águas mais profundas?”.

Padre Jairo encerrou a entrevista dizendo: “Quer ser padre? Peça a Deus todos os dias em oração: Senhor, me ajude a consolidar minha vocação!”.  Nesta primeira semana do mês de agosto, estendemos nossa gratidão a todos os padres da Arquidiocese de Vitória, bem como aos demais ministros ordenados.

Fotos: Arquivo Padre Jairo – gentilmente cedidas para esta publicação. 

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

domingo 3 julho
terça-feira 5 julho
quarta-feira 6 julho
quinta-feira 7 julho
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por