O mentiroso e o assassino

16 julho, 2021

Vania Reis

Não é nenhum exagero adjetivar nosso tempo atual como o tempo das mentiras.

Vivemos já há alguns anos a influência das Fake -News que são publicadas propositalmente para enganar e obter ganhos financeiros ou políticos. Essas notícias falsas visam criar um sentimento de ameaça, de medo ou ainda tentar dar uma suposta base às “narrativas” criadas, não verdadeiras.  Estamos tão rodeados de mentiras que muitas vezes nem nos damos conta quando é que estamos lidando com fatos.

Já vimos em outro artigo que há muitos aspectos que envolvem o conceito de Verdade. Vimos que se pensarmos como Descartes:  verdade é aquilo que permanece inalterável em qualquer circunstância. Mas, se pensarmos como Nietzsche, no extremo oposto, entenderemos a verdade apenas como “um ponto de vista”.  Dois extremos que levam a distorções.  Vamos preferir a concepção de Aristóteles, seguida por São Tomás de Aquino, que afirma que a verdade é “a adequação entre aquilo que se dá na realidade e aquilo que se dá na mente”.

Estamos assistindo ao tempo da verdade no sentido de Nietzsche. Mas, essa verdade particular aqui avançou seu espaço e a modificou com o propósito de enganar, produzindo intencionalmente uma mentira. O conceito fundamental da mentira se concretiza quando a pessoa altera ou dissimula deliberadamente aquilo que ela reconhece como verdadeiro, transmitindo uma informação enganosa com o propósito de parecer verdadeira.

Refletir sobre esse hábito tão comum entre as pessoas e o mal que encerra a mentira é o que queremos focar hoje. Vamos deixar os políticos, e os que fomentam suas imagens de lado, porque parece impossível separar muitos deles da mentira deliberada, intencional e  maldosa. Vamos falar aqui das mentiras do nosso cotidiano.

Sempre achei que uma mentira para poupar o outro de sofrimento era válida, achava que tinha mentirinhas que não era de fato mentira pois não causavam nenhum dano ao outro, pelo contrário, minimizava ou impedia a dor do outro. O que, no entanto precisamos ter em foco é o perigo de nos acostumarmos com o engano do outro e abrir espaço para tornar a mentira um hábito.  Precisamos enfrentar e nos libertar das mentiras do nosso dia a dia  que contamos por medo ou vergonha de assumir a verdade.

Não assumir a responsabilidade de nossos atos/erros é algo grave, não só pelas regras morais, éticas da nossa sociedade, mas, mais ainda perante nossos valores cristãos. Foi uma desobediência não assumida a responsável pela expulsão de Adão e Eva  do Paraíso. Ao desobedecer a Deus, Adão responsabilizou Eva e  Eva responsabilizou a serpente. Não tiveram humildade, não reconheceram seus erros.  Ampliaram suas faltas.

Antes de ler a Bíblia integralmente eu não tinha a noção do valor que Deus dá à verdade. Conhecia o trecho onde Jesus, conversando com seus apóstolos, respondeu a Tomé que perguntava como encontrá-Lo após Sua partida e como saberiam o caminho até Ele, e Jesus respondeu : “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai a não ser por mim. (João 14,6), mas não entendia que “ninguém vai ao Pai a não ser por mim”, significava também, ninguém vai ao Pai não ser pela Verdade. Ao ler a Bíblia percebi que a mentira é uma falta muito maior que muitos outros pecados (dos quais se fala tanto).  Vamos relembrar alguns dos trechos da Bíblia que Deus condena a mentira:

No Antigo Testamento  além de Êxodo 20,16; Levítico 19,11;  Números 23,19 ;Provérbios 12,22  temos:

  • Não vai morar na minha casa quem comete fraudes; quem diz mentiras não ficará na minha presença. Salmos 101,7.
  • Seis coisas detesta o Senhor e uma sétima sua alma abomina: olhos empinados, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que maquina projetos perversos, pés velozes para correrem ao mal, testemunha falsa, proferindo mentiras, e quem semeia a discórdia entre irmãos. Provérbios 6,16-19
  • Quem ajunta tesouros com língua mentirosa, o vento o lançará nos laços da morte .Provérbios 21,6
  • Ninguém mais praticará a injustiça, nem contará mentiras, nem mais sairão de suas bocas palavras enganadoras e, assim, todos poderão comer e descansar sem que ninguém os incomode. Sofonias 3,13

No Novo Testamento além de Efésios 4, 25

  • O vosso pai é o diabo, e quereis cumprir o desejo do vosso pai. Ele era assassino desde o começo e não se manteve na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele fala mentira ,fala o que é próprio dele, pois ele é mentiroso e pai da mentira. João 8,44
  • O Espírito diz claramente que, nos últimos tempos, alguns renegarão a fé e se apegarão a embusteiros e a doutrinas diabólicas, 2 deixando-se iludir por pessoas falsas e mentirosas, com a consciência marcada por ferro em brasa 1 Timóteo 4 ,1-2
  • Mas ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os libertinos, os assassinos e os idólatras ,e todos os que amam a mentira e a praticam. Apocalipse 22, 15

Em mais de um trecho o assassino está equiparado ao mentiroso! Pense seriamente nisto. É forte! Sabemos que se pode matar com uma mentira, pode-se acabar com a reputação de alguém, carreira…. tantas coisas… muitas das quais temos bem o conhecimento.

Mas as vezes não pensamos que estamos mentindo também quando reproduzo uma notícia alarmista, ameaçadora, quando encaminho  Fake News. Perceba ,  pense nisso! Você pode estar reproduzindo uma mentira. Sou responsável por minhas palavras. Estou mandando uma mensagem minha, mesmo que formulada por outro. Tenho que ter cuidado, e checar a informação antes de colocar a minha assinatura nela. Na dúvida, não reencaminhe. Avalie e não repasse ódio, não repasse violência e acima de tudo não minta.

Não dê desculpas pelo seu atraso, ou ausência, ou falta. Peça desculpas pelos seus erros e assume a sua responsabilidade perante eles. Você sentirá a leveza vindo ao seu coração.

Peça perdão com humildade e com amor… esse é o caminho ensinado por Jesus!

 

[email protected]

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

VÍDEOS

quinta-feira 29 julho
sábado 31 julho
domingo 1 agosto
Nenhum evento encontrado!

Facebook

endereço

R. Soldado Abílio Santos, 47
Centro, Vitória – ES, 29015-620

assine nossa newsletter

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

© Copyright Arquidiocese de Vitória. Feito com por